Com tirolesa e cachoeiras, Chapada dos Veadeiros também é diversão garantida para as crianças

Destino único no centro do Brasil é ótima opção para ser curtida ao lado dos baixinhos, que não ficam parados e se alegram junto das belezas naturais do Cerrado

Daniela Filomeno na Cachoeira do Garimpão, dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, bom local para descobrir com as kids
Daniela Filomeno na Cachoeira do Garimpão, dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, bom local para descobrir com as kids Acervo pessoal

Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia Chapada dos Veadeiros, Goiás

No centro do Brasil, a Chapada dos Veadeiros é um destino singular que nos presenteia com uma exuberância natural potente.

Junto do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, a região nos recebe com muita aventura pelas suas belezas naturais: são cachoeiras de águas abundantes, trilhas dos mais variados níveis e formações rochosas dignas de serem apreciadas.

Sem falar da fauna, que vive aqui de maneira harmoniosa com nossa presença – até a prática de observar pássaros, o birdwatching, é famosa por estas bandas.

E a boa notícia é que tudo isso pode ser curtido também ao lado dos baixinhos, que têm seu lugar ao sol garantido na Chapada.

Acompanhados por nós, é lindo vê-los abrir largos sorrisos em meio às águas caudalosas e canalizar a curiosidade para assuntos da natureza, seja escutando os sons dos pássaros numa trilha de intensidade leve ou ainda perguntando sobre um bichinho que nunca viram antes.

Lembretes úteis

Para além do Vale da Lua, da Cachoeira dos Cristais e dos variados pontos de parada dentro da área do Parque Nacional, a região ainda guarda tirolesa, poços que se parecem piscinas naturais e outras quedas d’água propícias para as kids.

Dependendo do seu guia e de onde está hospedada, também é possível organizar aulas de pedras preciosas com os pequenos – e se a imaginação te guiar, por que não também planejar uma caça aos cristais com eles?

E atenção: devido às condições climáticas e geográficas da Chapada, priorize roupas leves e esportivas para as atividades externas com as crianças.

Também recomendo o uso de papetes confortáveis para fazer as trilhas, assim como sapatilhas de neoprene para não machucar os pés em certos poços e cachoeiras.

Nas fazendas, trilhas e cachoeiras, não se esqueça das garrafinhas de água, do protetor solar e nunca deixe de supervisionar as crianças.

Vale lembrar que a gastronomia também se revela uma das joias escondidas da Chapada, com restaurantes simples que apresentam uma cozinha local surpreendente. Assim como dormir debaixo de um emaranhado de estrelas é tarefa fácil – e linda – no Glamping Hidden Treasure, em Alto Paraíso de Goiás.

Abaixo, selecionei cinco programas que fazem a diversão da garotada – e dos pais também – na Chapada dos Veadeiros:

Tirolesa Voo do Gavião

A cerca de oito quilômetros de Alto Paraíso de Goiás – uma das portas de entrada mais importantes da Chapada – fica a trinca de cachoeiras Almécegas 1, Almécegas 2 e São Bento.

Elas estão dentro de uma propriedade particular, a Fazenda São Bento, que, além de garantir certa estrutura para nós visitantes, é um dos pontos mais visitados da região.

Nas dependências do espaço, a alguns minutos de carro a partir da portaria principal, também fica o Voo do Gavião, concorrida tirolesa de 850 metros de extensão que nos deixa suspensos a cerca de 100 metros acima do nível do chão. É pura aventura, já que nossa velocidade pode chegar a 55 km/h.

E o nome não é por acaso: segundo a administração do local, o título homenageia o grande número de gaviões carcarás encontrados na região – em comparação, a sensação também é a de “voarmos” em cima de belas paisagens.

São três as modalidades que podemos experimentar: sentados, deitados ou ainda em voo duplo, este último recomendado caso queiramos ir juntinho das crianças de uma só vez, já que aceita duas pessoas simultaneamente.

Qualquer uma das possibilidades nos garante visuais incríveis de 360º das principais serras e morros da Chapada, como o Morro da Baleia, a Serra das Cobras, o Morro da Conceição, a Serra Almécegas e a Serra da Boa Vista.

A atividade não exige nenhuma técnica nem condicionamento físico específico de nós e das crianças, apenas uma boa dose de coragem já é o suficiente. O uso de capacete durante o trajeto é obrigatório, em que roupas leves e esportivas são recomendadas.

Os valores e os dias de funcionamento variam: a tirolesa sentada sai por R$ 150 por pessoa; a modalidade deitada custa R$ 200; e é necessário desembolsar R$ 250 para o voo duplo.

De segunda a sexta-feira o Voo do Gavião funciona para grupos com agendamento prévio e aos finais de semana e feriados a atividade funciona das 9h às 17h.

Vale lembrar que as cachoeiras dentro da propriedade também são imperdíveis entre as atividades da Chapada. Com diferentes quedas e alturas, é possível se banhar, tirar lindas fotos e ainda fazer rapel. É diversão garantida para toda a família.

Cachoeira Cordovil e Poço das Esmeraldas

Trilha moderada, três cachoeiras e um enorme poço de água verde-turquesa fazem parte do circuito encontrado dentro da Fazenda Volta da Serra, em Alto Paraíso de Goiás.

Aqui encontramos as cachoeiras do Rodeador, do Encontro, o Poço das Esmeraldas e a Cachoeira do Cordovil em uma trilha de oito quilômetros que flutua entre os níveis fácil e moderado – o caminho fica um pouquinho mais complicado perto da última cachoeira, mas nada que nossa vontade de apreciá-la não nos ajude.

A primeira cachoeira, a do Rodeador, fica aproximadamente 700 metros do estacionamento e tem duas grandes piscinas de águas claras para nos banharmos. É perfeito para uma paradinha inicial sem pressa.

Já o Poço Esmeralda é um dos pontos altos daqui: suas águas de tons verde-turquesa fazem fama e as águas límpidas são ideais para banhos refrescantes – as cores e paisagem que formam o cenário são deslumbrantes.

Por fim, a Cachoeira do Cordovil é formada dentro de um cânion de cerca de 44 metros de altura que deixa cair águas geladas com tons esverdeados lá de cima.

É definitivamente dotada de muita beleza e também boa para nador – sempre supervisionando os menores.

Vale dizer que nos meses seguintes a julho a queda do Cordovil fica seca, em que volta a ter o fluxo de água normalizado a partir das primeiras chuvas. Contanto, o poço da cachoeira continua gostoso para banhos.

A entrada na propriedade é controlada e custa em torno de R$ 50.

Daniela Filomeno nas águas do Vale da Lua, ótimo passeio também com as crianças na Chapada dos Veadeiros / Acervo pessoal

A Fazenda Volta da Serra fica, inclusive, a cerca de cinco quilômetros do Vale da Lua, outra das atrações impressionantes de se fazer com os pequenos na Chapada.

O local recebe este nome pelo conjunto de rochas que cria uma superfície similar com a da lua, em que as águas que correm entre elas são transparentes e as formações rochosas são esculpidas pelo rio São Miguel.

Se quiser combinar dois passeios em um mesmo dia, a dica é fazer o Vale da Lua e o circuito da Cachoeira Cordovil.

Complexo Morada do Sol

No caminho para a Vila de São Jorge fica a Morada do Sol, que possui espaços superagradáveis em meio a natureza para a família toda, das crianças aos mais velhos.

A trilha para se chegar aos atrativos é um pouquinho extensa, mas muito leve e fácil. No meio do caminho é possível ainda ouvir o canto dos pássaros e se deparar com insetos que aguçam a curiosidade dos pequenos.

A Morada do Sol dá nome também à cachoeira mais famosa por aqui, que na verdade é formada por pequenas quedas d’água, poços e piscinas naturais em meio a formações rochosas. É uma delicia e os banhos são refrescantes.

Também há o Vale das Andorinhas, que segue o mesmo esquema. Logo, o local tem trilhas com cânions e piscinas naturais que fazem a diversão da garotada – e a nossa também.

A entrada sai por R$ 35 e crianças até 9 anos não pagam. O local conta com estrutura também de restaurante e pousadinha.

Cachoeiras e trilhas Loquinhas

É uma das áreas mais recomendadas para curtirmos um dia lindo ao lado das crianças, já que a Fazenda Loquinhas tem vários poços cristalinos para banhos, pequenas cachoeiras de cores lindas e trilhas bem sinalizadas em palafitas de madeira.

O complexo fica pertinho do centro de Alto Paraíso de Goiás, a mais ou menos quatro quilômetros, o que já é uma bem-vinda vantagem. E a trilha, que possui deques pelo caminho, também é curta: cerca de dois quilômetros.

Com sorte, podemos dizer “oi” aos macaquinhos que aparecem pelo caminho – mas sem alimentá-los. São três trilhas ao todo que somam cerca de 18 pequenos poços e pequenas quedas d’água entremeadas por uma natureza abundante.

Destaque para o Poço da Vovó, para o Poço Xamã, com águas para lá de transparentes, para a Cachoeira Poço do Sol e também para a do Poço Pajé. É um cenário de beleza garantida.

A entrada na fazenda gira em torno de R$ 50.

Cachoeira Poço Encantado

Cachoeira do Poço Encantado tem queda d’água de 38 metros e águas calmas que formam uma piscina natural / Diego Baravelli

Entre Alto Paraíso e Cavalcante fica a Cachoeira Poço Encantado, ideal para famílias com crianças e também idosos por conta de sua estrutura – com fácil acesso a banheiros, lanchonete e aluguel de materiais para stand-up, por exemplo.

Saindo da rodovia GO-118, chega-se à Fazenda Rio da Pedra por um percurso em estrada de terra por cerca de dois quilômetros. Da lanchonete até a cachoeira são apenas 200 metros.

A imponente cachoeira tem cerca de 38 metros de altura e seus paredões rochosos nos impressionam – são 20 metros separados por um platô e mais 18 metros para cima.

Um dos pontos altos é que o poço da cachoeira tem uma prainha, onde as crianças brincam tranquilamente na beira da água.

Com 50 metros de diâmetro, as águas do poço formam uma verdadeira piscina natural, onde é possível até fazer stand-up paddle.

A entrada para a fazenda custa cerca de R$ 50 que devem ser pagos em dinheiro.