Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BMW M3 a combustão deve coexistir com versão elétrica na próxima geração

    M3 a combustão deve ganhar sobrevida para a próxima geração; já o 'irmão' M4 pode não ter a mesma sorte

    BMW M3 CS
    BMW M3 CS Divulgação/BMW

    João Vitor Ferreiracolaboração para a CNN

    O BMW M3 do jeito que conhecemos vai continuar vivo por mais um tempo. Quando a montadora alemã confirmou que o esportivo ganharia uma versão totalmente elétrica em 2027, os mais puristas torceram o nariz. Mas agora, de acordo com fontes ouvidas pelo BMWBlog, a intenção da empresa será manter um modelo a combustão coexistindo com o elétrico.

    Enquanto a versão elétrica estreará a nova plataforma Neue Klasse, o modelo a combustão seguirá com uma versão atualizada da atual arquitetura modular CLAR. Ao que tudo indica, o motor também será o mesmo 3.0 biturbo de seis cilindros, codinome S58. Na geração atual, ele entrega até 550 cv e 66,3 kgfm na versão CS.

    BMW M3 CS traseira
    Versões elétrica e a combustão do BMW M3 vão coexistir na próxima geração do esportivo / Divulgação/BMW

    Porém, é quase certo que haverá mudanças. Isso porque até o lançamento da próxima geração do M3, que deve ocorrer entre 2027 e 2028, a nova norma de emissões da Europa, a Euro 7, já estará em vigor. Ainda não estão certas quais serão as mudanças aplicadas no seis cilindros, mas uma hibridização, mesmo que leve, pode ser esperada.

    A estratégia de deixar as duas versões do M3 coexistindo faz sentido. Afinal, muitos países europeus estão adiando suas metas de descarbonização. O Reino Unido, por exemplo, adiou a proibição da venda de carros a gasolina e diesel de 2030 para 2035. Além disso, outras empresas também estão seguindo pelo mesmo caminho, como a Dodge, que anunciou que terá o novo Charger elétrico coexistindo com um modelo a combustão.

    Quem não terá a mesma sorte é o ‘irmão maior’ M4. Esse será descontinuado após o fim da geração atual, que também está previsto para 2027. Porém, a BMW não parece ter planos de manter uma versão a combustão viva.

    BMW M4 facelift
    Diferente do ‘irmão’, M4 não deve continuar com motor a combustão na próxima geração / Divulgação/BMW

    Enquanto a montadora não confirma o futuro dos seus esportivos, só resta aos entusiastas aguardar pelo facelift do M3. Ele acompanha a reestilização do M4, apresentada no final de janeiro, que além de um novo visual, também ficou mais potente, chegando aos 530 cv.