Seguro do T-Cross caiu 13% em julho; veja o valor das apólices dos mais vendidos


Leonardo Guimarães, do CNN Brasil Business, em São Paulo
15 de agosto de 2020 às 07:38
T-Cross, SUV da Volkswagen, assumiu a liderança nacional do ranking de vendas em

T-Cross, SUV da Volkswagen: o carro mais vendido do Brasil em julho teve redução no preço médio do seguro para homens e mulheres

Foto: Divulgação

O setor automotivo passa por um momento de recuperação depois de um segundo trimestre para ser esquecido. Segundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), as vendas de veículos registraram aumento de 43,6% em julho, somando todos os segmentos: automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus motocicletas, implementos rodoviários e outros).

Foram emplacadas 279.103 unidades no país em julho, contra 194.345 no mês anterior. Mas, se comparado com julho de 2019 (349.408 unidades), a retração do setor foi de 20,12%.

Mas, ao mesmo tempo em que as vendas cresceram em julho, o seguro ficou mais barato. É o que mostra um levantamento feito pela corretora de seguros online Minuto Seguros.

A corretora realiza, mensalmente, o cálculo médio do valor da apólice dos carros mais vendidos no país. Em junho, o levantamento já havia mostrado queda média no preço dos seguros. 

Leia também:
T-Cross, Onix e HB20: veja o ranking dos 50 carros mais vendidos em julho
Montadoras lançam carros na pandemia: as novidades de Volkswagen, Ford e Fiat
Tesla brasileira? Marca nordestina de motos elétricas, Voltz chega a São Paulo

Para compor o levantamento, a corretora simulou o preço médio dos carros líderes em venda para cinco capitais, sendo elas São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Maceió e Campo Grande. Além disso, a análise é feita em cima de dois perfis: um homem casado com 35 anos casado e uma mulher também casada com os mesmos 35 anos. 

As cotações deste mês foram feitas com as seguradoras Azul, Alfa, Aliro, Allianz, Bradesco, HDI, Itaú, Liberty, Sompo Seguros, Mapfre, Mitsui, Porto Seguro, Tokio Marine, Sulamerica e Zurich e considera coberturas de terceiros de R$ 100 mil. 

Seguros mais baratos

Em julho, o carro mais vendido do Brasil foi o T-Cross, da Volkswagen. O SUV teve ascensão meteórica nos últimos meses. Em maio, ocupava a 20ª colocação entre os mais vendidos, com 1.007 emplacamentos. No mês passado, as vendas dispararam e chegaram a 10.211 unidades. 

E os novos proprietários têm motivos para ficarem animados, já que houve redução no preço médio do seguro entre as capitais cotadas. Para o público masculino, a queda foi de 11%; a redução foi de 13,6% para o feminino. Eles pagam, em média, R$ 2.549, enquanto elas desembolsam R$ 2.019. 

Depois de cinco anos na liderança do ranking dos mais vendidos do país, o Onix caiu para a segunda posição em julho. Houve redução significativa – de 14% – nas cotações para os homens, com média de R$ 1.677. Já para as mulheres o preço médio se manteve estável: R$ 1.486, o que significa uma elevação de apenas R$ 7 em comparação com o levantamento realizado no mês anterior.  

Após figurar por três meses consecutivos na segunda posição no ranking dos mais vendidos, o HB20 ficou com o terceiro posto da lista. Também houve redução para o perfil masculino no preço médio do seguro. Em julho, o valor ficou em R$ 1.677, o que significou queda de 7,5% em relação a junho. Já para o perfil feminino, a cotação média foi de R$ 1.381, o que, apesar de ter representado uma elevação de 4,9%, também foi o menor valor para elas dentre todos os veículos do Top 10. 

Diferenças nas apólices

Segundo a análise da Minuto Seguros, entre os perfis mencionados, o preço do seguro do Renault Kwid foi o que apresentou a menor diferença entre as capitais cotadas para o público masculino. O carioca é quem paga mais caro pelo seguro do modelo, com preço médio de R$ 1.922. Em Florianópolis, por outro lado, o preço médio ficou em R$ 1.358.

No contraponto de diferença de valores, ainda citando o público masculino, o Compass, da Jeep, é o que possui a maior diferença entre estados: R$ 3.828. A mais alta no Rio de Janeiro, R$ 6.290, e a menor em Maceió, com R$ 2.462. 

Para os homens, Campo Grande é a cidade com seguro mais barato para cinco dos dez carros. Nos seguros com valores mais altos, o Rio de Janeiro é a cidade que detém os maiores preços, para todos os dez veículos. Florianópolis registrou o menor preço entre todos os modelos cotados no perfil masculino: R$ 1.358 para o Kwid. O preço médio do seguro para homens, em São Paulo, para os 10 carros mais vendidos é de R$ 2.167. Já no Rio de Janeiro, o valor é de R$ 3.131.

Já para o perfil feminino, o Onix Plus é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas, com uma diferença de R$ 838, do valor mais alto, que está no Rio de Janeiro, com R$ 2.087, para o mais baixo, que está em Campo Grande, com R$ 1.249. 

Em outra comparação, o Compass ficou com a maior distância de valores: R$ 3.562. A maior no Rio de Janeiro, com R$ 6.004, e a menor em Maceió, com R$ 2.442. 

Florianópolis, Maceió e Campo Grande dividem o posto de cidade com o seguro mais barato para o público feminino: três dos dez carros cada uma. 

Já os valores maiores estão concentrados no Rio de Janeiro: todos os dez veículos cujo seguro tem maior preço ficam na capital carioca. O menor valor entre todos os modelos e capitais cotados no perfil feminino ficou com Florianópolis: R$ 959. O preço médio do seguro em São Paulo, para as mulheres, ficou em R$ 1.764 e no Rio de Janeiro, R$ 2.987.

Confira as tabelas com os preços médios para mulheres e homens: 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook