E a agenda liberal? Governo pede explicações sobre preços ao setor alimentício

O objetivo, segundo a Secretaria Nacional do Consumidor, é coibir aumentos arbitrários, ou seja, sem muito fundamento econômico

Fernando Nakagawa
Por Fernando Nakagawa, CNN  
10 de setembro de 2020 às 07:17 | Atualizado 10 de setembro de 2020 às 07:20
Capa do podcast Abertura de Mercado
Foto: CNN Brasil

Supermercados terão de informar quais produtos da cesta básica mais subiram no último mês e os fornecedores desses itens, além do preço médio cobrado nos últimos meses. Já os produtores terão de elencar custos como combustível, frete, defensivos e fertilizantes.

No episódio de hoje:

- De janeiro a agosto de 2020, foram vendidos US$ 407,2 milhões de dólares em arroz por produtores brasileiros;
- Este dado é do sistema Comex Stat do ministério da economia e indica alta de 81,4% na comparação com o mesmo período de 2019;
- Entre os grandes compradores do arroz brasileiro, a Venezuela tem um papel de destaque: a cada 100 quilos embarcados, 20 quilos foram para o vizinho do norte do Brasil;
- Ao todo, as exportações para a Venezuela saltaram 46% e somaram US$ 83 milhões de janeiro a agosto;
- Peru, Senegal, Costa Rica e Cuba completam a lista dos cinco maiores compradores do arroz brasileiro;
- Ainda falando do aumento dos preços dos alimentos, a Secretaria Nacional do Consumidor, ligada ao ministério da Justiça, notificou as principais empresas e associações ligadas à produção de alimentos e distribuição dos produtos da cesta básica;
- Segundo o governo federal, o objetivo é coibir aumentos arbitrários, ou seja, sem muito fundamento econômico;
- Os supermercados terão de informar quais produtos da cesta básica mais subiram no último mês e os fornecedores desses itens, além do preço médio cobrado nos últimos meses;
- Já os produtores terão de elencar custos como combustível, frete, defensivos e fertilizantes;
- Para tentar ajudar, o governo confirmou ontem a tarifa zero de importação para 400 mil toneladas de arroz até o fim do ano;
- A recente derrocada das ações de tecnologia alterou o ranking das empresas mais valiosas da América Latina;
- Vale e Petrobras retomaram as primeiras colocações, ficando à frente da varejista online Mercado Livre, que havia assumido a liderança em agosto;
- Entre 1° e 8 de setembro, a empresa argentina perdeu US$ 9,3 bilhões em valor de mercado;
- De acordo com levantamento feito pela consultoria Economatica, a Vale tem valor de mercado de US$ 56,6 bilhões, seguida pela Petrobras, com US$ 54,4 bilhões, e pelo Mercado Livre, agora com US$ 50,8 bilhões;
- O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que, com a eficácia das medidas emergenciais do governo, o Brasil está rebatendo "muito rápido" os impactos da pandemia;
- Em videoconferência do banco Credit Suisse, Guedes disse que a recuperação da atividade está ocorrendo em ritmo mais rápido do ele esperava;
- Ele explicou: as primeiras estimativas foram de que o Brasil cairia 10%, agora está todo mundo revendo a previsão para -4% ou -5%, metade do que era;
- O GPA – o antigo Grupo Pão de Açúcar – anunciou na noite de ontem que o conselho de administração autorizou estudo para a separação da unidade de atacarejo Assaí em uma nova empresa;
- Além disso, também autorizou a preparação dessa nova companhia para listagem das ações na B3 e na bolsa de Nova York;
- De acordo com o comunicado ao mercado, essa cisão será precedida da transferência da participação hoje detida pela Assaí na colombiana Almacenes Éxito para o GPA;
- A empresa explicou que quer separar os negócios para que operem de forma autônoma, com administração separada e foco nos seus respectivos modelos de negócios e oportunidades de mercado;
- As ações do GPA são listadas na b3 com código PCAR4. Ontem, fecharam o dia em alta de 0,10%, a R$ 72,11;
- O setor aéreo teve um balde de água fria após várias companhias anunciarem redução da expectativa de voos nos próximos meses;
- A norte-americana United, por exemplo, previa que a capacidade de transporte de passageiros no terceiro trimestre cairia 65% na comparação com o visto um ano antes. Agora espera queda de 70%;
- Na europa, a Ryanair reduziu a previsão de transporte de passageiros em 10 milhões para os 12 meses até março;
- Já a finlandesa Finnair prevê operar 80 voos diários em outubro e não mais os 200 previstos anteriormente;
- A Emirates também reduziu a escala. A empresa previa retomar os voos diários entre São Paulo e Dubai ainda este ano, mas, sem aumento da demanda, seguirá com três voos semanais até 30 de novembro;
- Confirmou ainda que está cancelada permanentemente a rota entre o Rio de Janeiro e Dubai;
- Em entrevista ao Carteira Inteligente,  programa da CNN Brasil sobre investimentos e finanças pessoais, Tiago Reis diz que a internet é ótima por permitir o acesso facilitado às informações, mas também há muitas situações que podem prejudicar o investidor, principalmente o principiante;
- Ele explica: “às vezes, essa informação não é provida por especialistas ou por quem tem vivência. É sempre difícil para quem está começando discernir quem é competente ou quem não é”;
- AGENDA: o IBGE divulga às 9h os dados sobre as vendas do varejo no mês de julho;
- Às 9h30, os EUA divulgam dados sobre os pedidos de seguro desemprego até o dia 4 de setembro.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook