Ações do setor imobiliário: cenário anima, mas foco deve estar no longo prazo


Do CNN Brasil Business, em São Paulo
16 de setembro de 2020 às 07:52
Podcast O que eu faço

CNN tem podcast para tirar dúvidas sobre investimentos em tempos de crise

Foto: Divulgação

Várias empresas do setor imobiliário estão procurando o mercado de ações para captar recursos. A lista de empresas que pediram para realizar uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês)  tem 15 empresas do setor, entre construtoras e incorporadoras. O mais recente IPO do segmento foi o da Lavvi.

Diante de um cenário positivo para as vendas, essas empresas buscam dinheiro para acelerar lançamentos. Este é um setor cíclico, que tem variações ligadas ao cenário macroeconômico. Agora, além dos juros baixos, o mercado imobiliário olha para frente com otimismo porque vê o fim de um ciclo com poucos lançamentos, que fez os preços andarem de lado. Daqui para frente, com o crescimento da oferta, os preços devem voltar a subir. 

 

Leia também:
A vez dos IPOs: setor imobiliário tem enxurrada de pedidos em análise; entenda
Incorporadora gaúcha CFL Inc Par pede registro para IPO

“O cenário, como um todo, parece positivo, mas é importante lembrar que ele é positivo enquanto o ciclo (macroeconômico) se mantém positivo”, avisa Bruno Mendonça, analista do setor de construção civil do Santander. Ele explica que o investidor que está olhando para o longo prazo precisa entender esses ciclos e ter paciência com a volatilidade das ações. 

O investidor atento vai perceber na construção civil boas oportunidades, por causa desses fatores que impulsionam o setor. No novo episódio do podcast “O que eu faço?”, Mendonça dá dicas de papéis e segmentos que podem gerar um bom retorno a longo prazo. 

O analista do Santander explica que existem dois grandes grupos de empresas listadas: as que atuam no segmento de baixa renda e aquelas que atendem o público de média e alta renda. 

“Sinto o mercado mais otimista com empresas de média e alta renda”, diz Mendonça. Isso porque esse segmento é mais sensível ao cenário macroeconômico e reage bem aos fatores que impulsionam o mercado. 

Ouça o novo episódio do podcast “O que eu faço?”, apresentado por Fernando Nakagawa, diretor do CNN Brasil Business e Natália Flach, editora do CNN Brasil Business, para conhecer todas as recomendações de Bruno Mendonça para ações do setor imobiliário. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook