Brasileiro perdeu 43 bi de milhas vencidas em 2019; veja dicas para usar pontos


Fernando Nakagawa
Por Fernando Nakagawa, CNN  
22 de setembro de 2020 às 05:52 | Atualizado 22 de setembro de 2020 às 16:15

Brasileiros nunca acumularam tantas milhas no cartão de crédito como no ano passado. Foram 235,2 bilhões de pontos em 2019, segundo dados do Banco Central. Isso dá mais de mil milhas por brasileiro. Apesar de ter acumulado como nunca, o estoque de milhas caiu porque muita gente não conseguiu usar os pontos no prazo e quase um quinto dessas milhas simplesmente venceu. 

Números do Banco Central mostram que o número de pontos do cartão de crédito perdidos porque simplesmente venceram saltou 39% em um ano. Ao todo, foram 43,6 bilhões de milhas jogadas no lixo. Esse volume de pontos seria suficiente, por exemplo, para emitir cerca de 1,8 milhão de bilhetes de ida e volta entre Recife e São Paulo, conforme simulação para datas em novembro. Ou seja, daria para levar toda a população da capital pernambucana para conhecer São Paulo.

Leia também:

Veja como usar milhas e aproveitar serviços que custariam caro para o seu bolso

Grupo Mateus vai estrear na Bolsa: quem é o fundador bilionário e ex-garimpeiro?

Ação da B3 pode disparar 33% em 12 meses, mesmo se o Ibovespa cair. Entenda

Avião Azul

Avião da companhia Azul parte de aeroporto

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Atualmente, há mais de 150 milhões de pessoas cadastradas em programas de bonificação, como dos cartões e das companhias aéreas, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF).

Das milhas acumuladas, os clientes conseguiram converter 173,7 bilhões de pontos que viraram algum tipo de prêmio no ano passado, seja uma passagem aérea, transferência para programas das companhias aéreas, uma cafeteira ou torradeira.

Em 2020, a pandemia trouxe um problema: muitos clientes não conseguem converter pontos em viagens aéreas por causa das restrições impostas pela Covid-19. Esse problema fez a entidade do setor sugerir algumas possibilidades para você usar os pontos e não perder as milhas:  

- Viagens futuras: mesmo quem estiver com receio de voltar a voar pode resgatar passagens aéreas em datas vários meses à frente. A adoção de regras mais flexíveis pelas companhias aéreas facilita a troca das datas no futuro 

- Crédito combustível: essa troca pode significar um alívio no orçamento do motorista. Isso porque, é possível usar as milhas para abastecer o carro, por exemplo. 

- Produtos para casa: com a quarentena, mais brasileiros foram à cozinha e é possível aproveitar pontos para trocar em eletrodoméstico, eletroeletrônico ou item de decoração. Essa alternativa, porém, é criticada por alguns especialistas em milhas. O argumento é que a troca “sai muito barata” – ou seja, a taxa de conversão das milhas seria prejudicial ao consumidor.  

- Doações: é possível usar os pontos para ajudar. Atualmente, praticamente todos os programas de bonificação oferecem a possiblidade de converter milhas em ajuda a entidades sociais.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook