Powell, do Fed: economia dos EUA passa por caminho incerto, apesar dos ganhos

Destacando a recuperação nos empregos e gastos das famílias desde a crise econômica, Powell disse que os EUA ainda permanecem longe de onde estavam

Reuters
22 de setembro de 2020 às 11:59
Jerome Powell, chairman do Fed: para ele, o caminho à frente para os EUA continua sendo "altamente incerto" 
Foto: Yuri Gripas/Reuters

A economia mostrou "melhora acentuada" desde que a pandemia de coronavírus levou os Estados Unidos a uma recessão a partir de março, mas o caminho à frente permanece incerto e o banco central norte-americano está pronto para fazer mais se necessário, disse Jerome Powell, chair do Federal Reserve, a um painel do Congresso nesta terça-feira.

Destacando a recuperação nos empregos e gastos das famílias desde a crise econômica, Powell disse que os EUA ainda permanecem longe de onde estavam e que "o caminho à frente continua sendo altamente incerto".

Leia também:
Fed decide manter taxa de juros nos Estados Unidos inalterada entre 0 e 0,25%
Fed deve elevar projeções econômicas e ampliar promessa de manter juros baixos
Ibovespa sobe após ata do BC sem surpresas; dólar cai antes de fala de Powell

"(...) É provável que ocorra uma recuperação total apenas quando as pessoas ficarem confiantes de que é seguro voltar a se engajar em uma ampla gama de atividades" com o coronavírus sob controle, acrescentou.

Até lá, as autoridades do Fed "continuam comprometidas em usar nossas ferramentas para fazer o que pudermos, pelo tempo que for necessário, para garantir que a recuperação seja a mais forte possível e limitar os danos duradouros à economia", disse Powell em comentários preparados para o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados norte-americana.

A audiência, que vai incluir o depoimento do secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, é a primeira de três nesta semana em que o chair do Fed enfrentará perguntas sobre a resposta do banco central à pandemia e sua implementação da lei Cares, um pacote de 2,3 trilhões de dólares em combate aos efeitos da pandemia.

Esse auxílio, aprovado no final de março, foi a base da resposta econômica do governo federal dos Estados Unidos à pandemia e, em particular, autorizou o Tesouro a financiar uma série de programas de empréstimo e crédito do Fed.

É provável que Powell receba críticas de parlamentares do comitê (controlado pelos democratas), preocupados com o uso limitado de programas destinados a ajudar pequenas empresas, mesmo com outras ações do Fed desencadeando uma recuperação no mercado de ações que ajudou investidores a recuperar perdas anteriores.

Enquanto isso, o desemprego continua elevado e cerca de 29 milhões de norte-americanos estão recebendo algum tipo de seguro-desemprego semana após semana.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook