Para fortalecer a Pi, Santander compra 60% da Toro Investimentos

Segundo o Santander, o cenário de juros em patamares baixos tende a estimular cada vez mais a demanda por produtos de renda variável

do CNN Brasil Business, em São Paulo
29 de setembro de 2020 às 09:39
Sede do Banco Santander, no Brasil
Foto: Santander/Divulgação

O grupo Santander anunciou, na manhã desta terça-feira (29), que adquiriu o controle de 60% da corretora Toro Investimentos, por meio da subsidiária Pi. O valor da operação não foi divulgado e a transação está sujeita à aprovação das autoridades. 

"Com a unificação das operações, cada empresa contribuirá com seus diferenciais de mercado para a formação de uma plataforma completa de produtos de renda fixa e variável, com expertise, tecnologia e escala para atuar com protagonismo e liderança no crescente mercado brasileiro de investimentos", afirmou o Santander Brasil em comunicado ao mercado.

Leia também:
Magalu, Santander: 10 empresas da bolsa com mais mulheres nos conselhos
Santander Brasil compra 80% de fintech de recebíveis de agronegócio
A retomada será pelo investimento em infraestrutura, diz Vescovi, do Santander

O reforço para a Pi ocorre em um momento favorável para a renda variável. Isso porque, segundo o banco, o cenário de juros em patamares baixos tende a estimular, cada vez mais, a demanda por renda variável. 

“Percebemos que a Pi e a Toro são duas legítimas representantes da mais nova geração das plataformas de investimento. Ambas são catalizadoras da desintermediação e democratização de produtos antes reservados a clientes com mais recursos”, afirma Alberto Monteiro, vice-presidente executivo de Wealth Management do Santander, por meio de nota.

O acordo ocorre cerca de um ano depois que o presidente-executivo da Pi, Felipe Bottino, afirmou que a companhia tinha adotado uma estratégia de consolidação no mercado de corretoras de valores.

Estratégia

A Pi foi lançada pelo Santander Brasil em março de 2019 como uma plataforma aberta de investimentos 100% digital – atualmente, a companhia conta com mais de 240 produtos de renda fixa. 

Segundo o Santander, além de somar as carteiras de clientes, a nova empresa irá se beneficiar da infraestrutura tecnológica autônoma da Toro, que oferece facilidades de navegação e transação  para investidores de varejo.

"A nova companhia também contará com o modelo de atuação B2B, desenvolvido pela Pi para atuar junto a clientes como family offices, gestores e consultores de investimentos", disse o banco, por meio de nota.

Com a aquisição, o executivo Gabriel Kallas, da Toro Investimentos, permanecerá no cargo de CEO. Já o atual CEO da Pi, José Clemenceau, assumirá a função de COO.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

(Com Reuters)