Tesla e Apple lideram negócios em 1º dia de BDRs abertos a todos na bolsa


Do CNN Brasil Business, em São Paulo
22 de outubro de 2020 às 20:04 | Atualizado 23 de outubro de 2020 às 11:23

 

Os grandes nomes da tecnologia dominaram a lista das empresas estrangeiras mais negociadas na B3, a bolsa de valores brasileira, nesta quinta-feira (22), primeiro dia em que os pequenos investidores passaram a poder comprar BDRs – papéis que representam as ações de empresas de outros países na bolsa local. 

Até esta quinta, as BDRs só podiam ser comprados por investidores que possuem mais de R$ 1 milhão aplicados no mercado financeiro, os chamados “investidores qualificados”. 

A fabricante de automóveis elétricos Tesla, que movimentou R$ 19 milhões em operações de compras e vendas, e a dona do iPhone, a Apple, que girou outros R$ 18,7 milhões, lideraram o ranking do dia. 

Leia também: 

Quer investir em BDRs? Confira sete dicas de ativos – de Facebook a Microsoft

BDRs mais acessíveis: veja as vantagens de investir na Apple, Tesla e Alibaba

Apple

 

Foto: Reuters/Leonhard Foeger

Em um lista dominada por empresas norte-americanas, as duas companhias de tecnologia foram seguidas pela argentina Mercado Libre e pela chinesa Alibaba. Amazon, Alphabet (dona do Google), Facebook e Microsoft aparecem na sequência. Os dados foram levantado pela consultoria Economatica. 

Para muitas delas, o volume movimentado em dinheiro nas operações de compra e venda desta quinta-feira foi significativamente maior do que a média. 

A Alibaba, por exemplo, recebeu quase oito vezes mais do que a sua média de costume: foram R$ 11,3 milhões neste pregão, para um média diária que de R$ 1,5 milhão no restante do ano. 

A Tesla, que costuma movimentar cerca de R$ 4,3 milhões por dia, recebeu um valor mais de quatro vezes maior do que isso (R$ 19,048 milhões). Os números da Apple triplicaram (de média diária de R$ 5,9 milhões para R$ 18,7 milhões neste pregão).  

No total, a B3 recebeu 31.522 ordens para os BDRs nesta quinta-feira, de longe um recorde para para esses tipos de papel. A média do número de negociações para eles, ainda de acordo com a Economatica, era de 1.060 operações por dia. 

 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook