BCE: setor bancário está resistindo 'razoavelmente bem' à crise, diz Guindos

Vice-presidente da entidade disse que os bancos da região ajudaram a absorver o choque da crise e evitaram um aperto de crédito que seria prejudicial à economia

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo
16 de novembro de 2020 às 08:45

Símbolo da União Europeia

Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, disse nesta segunda-feira (16) que o setor bancário da zona do euro está resistindo à crise gerada pelo novo coronavírus "razoavelmente bem, apesar de uma série de riscos e fragilidades".

Leia também:
Países da Ásia-Pacífico assinam um dos maiores acordos comerciais da história
A recuperação das bolsas (pelo menos nos EUA) pode estar apenas começando

Segundo Guindos, que falou em discurso na 23ª Euro Finance Week, em Frankfurt (Alemanha), os bancos da região ajudaram a absorver o choque da crise e evitaram um aperto de crédito que seria prejudicial à economia.

Mais adiante, Guindos previu que será necessário combater algumas fraquezas estruturais dos bancos, reduzindo o excesso de capacidade e aperfeiçoando a eficiência dos custos, para lidar com o problema da persistente baixa rentabilidade do setor.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook