Associação de Shoppings prevê aumento de 21% nas vendas do setor na Black Friday

Segundo a Abrasce a data terá um desconto médio de 40% nos produtos ofertados, com variação entre 10% e 70%. O ticket médio esperado é de R$ 300

Da CNN, em São Paulo
27 de novembro de 2020 às 19:19

Mesmo em cenário de alta no desemprego no Brasil, a Black Friday representa um alívio para o setor de comércio do país. Segundo a Associação Brasileira de Shoppings (Abrasce), o setor deve ter aumento de 21% nas vendas em relação às semanas anteriores.

Apesar do alento, a Abrasce prevê queda de 4% nas vendas em comparação com a Black Friday de 2019.

Leia também

Aéreas entram na Black Friday e oferecem passagens por a partir de R$ 79

Presidente do Procon dá dicas de como evitar fraudes na Black Friday

Em dia de Black Friday, Procon-SP registra infração em 70% de lojas visitadas

Segundo a Abrasce a data terá um desconto médio de 40% nos produtos ofertados, com variação entre 10% e 70%. O ticket médio esperado é de R$ 300.

A Confederação Nacional do Comércio estima que a que a Black Friday deste ano deve movimentar R$ 3,740 bilhões, a maior movimentação financeira na data desde 2010, quando o evento foi colocado no calendário do comércio.

(Publicado por Sinara Peixoto)