Consumidor entendeu que deve pesquisar preços, diz secretária


Da CNN, em São Paulo
27 de novembro de 2020 às 22:14 | Atualizado 27 de novembro de 2020 às 22:14

Em entrevista à CNN, a Secretária Nacional do Consumidor, Juliana Oliveira Domingues, falou sobre a Black Friday no Brasil e destacou a maturidade do consumidor brasileiro para evitar fraudes que marcaram os primeiros anos da data no país.

“O consumidor brasileiro entendeu que tem que monitorar preços, mas ainda existem aqueles [comerciantes] que se aproveitam da situação e das pessoas menos instruídas,” disse a secretária.

Leia também

Entidade projeta aumento de 60% das vendas pela internet na Black Friday

Em apenas 11 horas, Black Friday quase iguala total de promoções do ano passado

Procon-SP registra 168 reclamações e 41 denúncias sobre Black Friday até 9h

“O ambiente é virtual pode ser perigoso, tem empresas virtuais que não têm nem CNPJ. No início da Black Friday no Brasil houve muito aproveitamento dos fornecedores por conta do desconhecimento do brasilero.”

(Publicado por Sinara Peixoto)