Waack: Não dá para levar a sério frase de Bolsonaro sobre país estar ‘quebrado’

Para o jornalista, contas públicas não são uma questão técnica, mas uma questão política e, portanto, um ponto primordial do chefe do Executivo

Da CNN, em São Paulo
06 de janeiro de 2021 às 08:56

No quadro CNN Poder desta quarta-feira (6), na CNN Rádio, William Waack analisa a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que o Brasil está “quebrado” e que, por isso, ele não consegue “fazer nada”

“O presidente voltou das férias de 17 dias e tem todo direito, como todos nós, de voltar meio desanimado. Pelo menos é a maneira como interpretei a frase dele de que as contas públicas estão quebradas e, por isso, ele não consegue governar”, disse o jornalista.

“Não dá para levar isso a sério. De jeito nenhum. Isso porque as contas públicas não são uma questão técnica, mas uma questão política. E política é uma questão primordial do chefe do Executivo, do presidente da República”, completou.

Assista e leia também:
Guedes interrompe férias e se reúne com Bolsonaro nesta quarta-feira
Após fala de Bolsonaro, Guedes diz que 'economia está voltando em V'

Para Waack, é impossível governar um país com as contas públicas como as do Brasil sem fazer escolhas que, do ponto de vista político, por vezes são extraordinariamente dolorosas.

“Essa é a essência da política. Será que Bolsonaro ainda não entendeu que não vai agradar todo mundo? O que ele vai conseguir dizendo que não dá para governar é dar impressão que a culpa não é dele. E isso ninguém compra.”