Além da Embraer: Airbus, Boeing e GM têm projetos de 'carros voadores'; conheça

Além da Embraer, as gigantes Boeing, Airbus e até a GM trabalham na criação de uma aeronave capaz de invadir os céus das cidades mundo afora

Vinícius Casagrande, colaboração para o CNN Brasi Business
04 de abril de 2021 às 05:00

A brasileira Embraer apresentou no final do mês passado o seu projeto de táxi-aéreo elétrico em voo pela primeira vez. Chamado informalmente também de “carro voador”, o conceito pretende revolucionar o transporte urbano em todo o mundo.

O nome oficial desse projeto de aeronave é eVTOL (veículo elétrico de decolagem e pouso vertical, na sigla em inglês). Com um custo operacional reduzido, o conceito lembra um drone gigante para o transporte de passageiros e promete invadir as grandes metrópoles mundiais.

Grandes fabricantes de aviões e helicópteros, além de startups, decidiram investir pesado no desenvolvimento de projetos de eVTOL. Além da Embraer, as gigantes Boeing, Airbus e até a GM trabalham na criação de uma aeronave capaz de invadir os céus das cidades mundo afora.

A ideia de criar uma grande rede surgiu com a Uber, que havia lançado o projeto Uber Elevate. A empresa já chegou a prever que as viagens aéreas seriam até mais baratas que a tarifa da categoria UberX. Para isso, é necessário que haja uma similaridade entre todos os projetos.

Além disso, é preciso criar também toda uma estrutura nas cidades para poder receber os futuros “carros voadores”. Os pontos mais cruciais são os locais de pouso e decolagem, além do controle de tráfego aéreo.

As grandes fabricantes já trabalham nesse conceito há, pelo menos, três anos. Conheça os projetos da Airbus, Boeing e GM.

Airbus

Apresentado ao público em março de 2019, o projeto da Airbus realizou o seu primeiro voo em maio daquele ano. Desde então, já foram mais de 100 voos de testes. O grande avanço no desenvolvimento do projeto veio em julho do ano passado, quando o CityAirbus fez seu primeiro voo totalmente automático.

O CityAirbus tem uma configuração multicóptero que apresenta quatro unidades de propulsão em duto de alta sustentação. Suas oito hélices são acionadas por motores elétricos a cerca de 950 rpm para garantir o baixo ruído. A velocidade de cruzeiro será de aproximadamente 120 km/h em rotas fixas com até 15 minutos de autonomia. Tem capacidade para quatro passageiros.

City Airbus
Foto: Divulgação

 

Boeing

O projeto de eVTOL da Boeing está sendo desenvolvido pela subsidiária Aurora Flight Sciences, especializada na criação de aeronaves avançadas por meio do desenvolvimento de sistemas autônomos. O projeto é uma mistura de avião e helicóptero. Ele pousa e decola na vertical, usando rotores instalados nos esquis da aeronave. Durante o voo, a hélice traseira proporciona a tração e as asas dão a sustentação.

Com capacidade para apenas duas pessoas, o projeto da Boeing tem sido utilizado muito mais para desenvolver os sistemas autônomos de voo e a tecnologia de alimentação elétrica. Além do transporte de passageiros, a aeronave deve ser capaz de planejar rotas, responder a contingências e detectar e evitar obstáculos inesperados. Quando lançar, de fato, seu eVTOL, a Boeing deve apresentar um modelo com design bem diferente.

evtol da Boeing
Foto: Divulgação

 

GM

Empresas automotivas também estão de olho no futuro dos “carros voadores”. A GM apresentou em janeiro, durante a feira CES (Consumer Eletronics Show), um vídeo do que seria o conceito do eVTOL da empresa. O veículo seria um Cadillac totalmente autônomo, elétrico, com capacidade para apenas uma pessoa e pouso e decolagem vertical.

A GM não apresentou muitos detalhes sobre o seu projeto e tampouco o estágio de desenvolvimento. Os poucos dados disponíveis é que o veículo seria alimentado por uma bateria de 90 kW e chegaria à velocidade de 90 km/h.

GM evtol
Foto: Divulgação