SpaceX aceitará dogecoin como pagamento em 2022 para lançar missão à lua

Os tuítes de Musk neste ano transformaram a outrora obscura moeda digital, que começou como uma piada nas redes sociais

Kanishka Singh, da Reuters
10 de maio de 2021 às 12:10 | Atualizado 10 de maio de 2021 às 12:20
Foguete SpaceX
Foto: SpaceX/Divulgação

A SpaceX lançará a "Missão DOGE-1 à Lua" no primeiro trimestre do próximo ano, e a empresa de foguetes comerciais de Elon Musk aceitará a criptomoeda dogecoin como pagamento.

"A SpaceX lançará o satélite Doge-1 à lua no próximo ano - Missão paga com Doge - 1ª criptomoeda no espaço - 1º meme no espaço", disse Musk no Twitter.

A Geometric Energy Corporation anunciou a missão financiada por dogecoin no começo do domingo, sem revelar o valor financeiro da missão.

 "Esta missão demonstrará a aplicação da criptomoeda além da órbita da Terra e estabelecerá as bases para o comércio interplanetário", disse o vice-presidente de vendas comerciais da SpaceX, Tom Ochinero, em comunicado divulgado pela Geometric Energy.

Musk disse no Twitter em abril que a SpaceX colocaria um "dogecoin literal na lua literal".

O dogecoin perdeu mais de um terço de seu preço no domingo, depois que Musk o chamou de 'hustle' (confusão, alvoroço) durante sua participação como apresentador convidado no programa de TV cômico "Saturday Night Live".

Os tuítes de Musk neste ano transformaram a outrora obscura moeda digital, que começou como uma piada nas redes sociais, no sonho de um especulador.

No CoinGecko.com, que monitora dados de criptomoedas, o dogecoin saltou mais de 800% no último mês e agora é a quarta maior moeda digital, com uma capitalização de mercado de US$ 73 bilhões. Na quinta-feira, atingiu a máxima acima de US$ 0,73.