'Não vendi nem vou vender qualquer dogecoin', diz Elon Musk

O comentário causou um tombo nos preços da moeda digital

Por Uday Sampath, da Reuters
20 de maio de 2021 às 16:55
Dogecoin
Foto: Aranami/Flickr

 O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, afirmou nesta quinta-feira (20) que não vendeu e não venderá qualquer de suas posições em dogecoin.

Mais cedo neste mês, Musk chamou a criptomoeda de "golpe" ("hustle") durante aparição no programa norte-americano de comédia Saturday Night Live. O comentário causou um tombo nos preços da moeda digital.

"Sim, eu não vendi e não vou vender qualquer Doge", disse Musk no Twitter em resposta a um tuíte nesta quinta-feira que afirma que ele nunca venderia suas posições em doge.

Os tuítes de Musk sobre a dogecoin tornaram a antes obscura moeda digital em um sonho de especuladores. Ele publicou inúmeros comentários sobre criptomoedas neste ano, fazendo os preços terem fortes variações.

Na semana passada, Musk afirmou que a Tesla não vai mais aceitar bitcoin na venda de veículos da marca, citando preocupações ambientais com a quantidade de energia necessária para a mineração da moeda digital.

O comentário marcou uma acentuada reviravolta na posição da companhia sobre a mais importante criptomoeda do mundo.

Nesta quinta-feira (20) o dogecoin exibia alta de 12%, a 0,405 dólar, segundo a bolsa de criptomoedas Binance.