Guerra pode provocar aumento de até 20% nos preços de alimentos, alerta ONU

Segundo a FAO, agência especializada das Nações Unidas, não se sabe se a Ucrânia conseguiria realizar colheitas durante conflito prolongado ou se haverá regularidade nas exportações de alimentos russos

Rada, de 2 anos, alimenta-se em Medyka, Polônia, após deixar a Ucrânia 11/03/2022
Rada, de 2 anos, alimenta-se em Medyka, Polônia, após deixar a Ucrânia 11/03/2022 REUTERS/Fabrizio Bensch

Reuters

Ouvir notícia

Os preços de alimentos e matérias-primas para rações podem subir entre 8% e 20% como resultado do conflito na Ucrânia, provocando um salto no número de pessoas desnutridas em todo o mundo, disse a FAO, a agência de alimentos e agricultura das Nações Unidas, nesta sexta-feira (11).

Em uma avaliação preliminar sobre a invasão da Ucrânia pela Rússia, a FAO disse que não estava claro se a Ucrânia seria capaz de realizar colheitas durante um conflito prolongado, e que há também incertezas em torno das exportações de alimentos russos.

A FAO disse que a Rússia é o maior exportador mundial de trigo, enquanto a Ucrânia foi o quinto maior. Juntos, eles fornecem 19% da oferta mundial de cevada, 14% do trigo e 4% do milho, representando mais de um terço das exportações globais de cereais.

Mais Recentes da CNN