Jeff Bezos oferece à Nasa US$ 2 bilhões em troca de missão à lua

Em abril, a Nasa concedeu à SpaceX, do rival Elon Musk, um contrato de US$ 2,9 bilhões para construir uma espaçonave para levar astronautas à superfície da lua

Eric Johnson, da Reuters

Ouvir notícia

Logo após voltar de sua viagem ao espaço, o empresário bilionário Jeff Bezos ofereceu, na segunda-feira (26), para cobrir até US$ 2 bilhões dos custos da Nasa se a agência espacial dos EUA conceder à sua empresa Blue Origin um contrato para projetar uma espaçonave para levar astronautas de volta à lua.

Em abril, a Nasa concedeu à SpaceX, do rival bilionário Elon Musk, um contrato de US$ 2,9 bilhões para construir uma espaçonave para levar astronautas à superfície lunar já em 2024, rejeitando as propostas da Blue Origin e da empresa de defesa Dynetics. Na ocasião, a Blue Origin fez parceria com a Lockheed Martin Corp, Northrop Grumman Corp e Draper na licitação.

A agência espacial citou seus próprios déficits, o registro comprovado de missões orbitais da SpaceX e outros fatores para a escolha que Kathy Lueders, oficial sênior da Nasa, chamou de “qual é o melhor valor para o governo”.

Em uma carta ao administrador da Nasa, Bill Nelson, Bezos disse que a Blue Origin pagaria por uma missão orbital para testar a sua tecnologia e renunciaria a pagamentos no atual ano fiscal do governo e nos próximos anos até US$ 2 bilhões. Em troca, a Blue Origin receberia um contrato firme de preço fixo e cobriria qualquer custo excedente de desenvolvimento de sistema, disse Bezos.

“A Nasa mudou sua estratégia original, devido a problemas orçamentários de curto prazo, e esta oferta remove esse obstáculo”, escreveu Bezos. “Sem competição, as ambições lunares de curto e longo prazo da Nasa serão atrasadas, custarão mais caro e não servirão ao interesse nacional”, acrescentou Bezos.

Um porta-voz da Nasa disse que a agência estava ciente da carta de Bezos, mas se recusou a comentar mais, citando o protesto que a Blue Origin protocolou no U.S. Government Accountability Office (GAO), acusando a agência de dar à SpaceX uma vantagem injusta ao permitir que ela revisasse seus preços.

Jeff Bezos fala sobre seu voo no New Shepard, da Blue Origin
Jeff Bezos fala sobre seu voo no New Shepard, da Blue Origin, para o espaço, durante uma coletiva de imprensa em 20 de julho de 2021, no Texas
Foto: Joe Raedle / Getty Images

A decisão do GAO é esperada para o início de agosto, embora fontes da indústria tenham dito que a Blue Origin vê a possibilidade de uma reversão como improvável. Um porta-voz da SpaceX não respondeu a um pedido de comentário. 

Antes de escolher a SpaceX, a Nasa pediu propostas para uma espaçonave que levaria astronautas à superfície lunar pela primeira vez desde 1972.

A oferta de Bezos veio seis dias depois que ele voou ao lado de três companheiros de tripulação até o espaço a bordo do foguete e cápsula New Shepard da Blue Origin, um marco para a oferta da empresa de se tornar uma empresa importante em um mercado emergente de turismo espacial.

Mais Recentes da CNN