Melhora dos índices de desemprego pode acontecer somente em 2026, diz economista

À CNN Rádio, Fernando Veloso, que é pesquisador do FGV IBRE, ainda reforçou que a retomada depende do crescimento

Homem mostra carteira de trabalho enquanto procura por vagas de emprego
Homem mostra carteira de trabalho enquanto procura por vagas de emprego 06/10/2020 REUTERS/Amanda Perobelli

Amanda Garcia com produção da Bel Campos.da CNN

Ouvir notícia

A retomada do emprego é “um desafio muito grande”, de acordo com a avaliação do pesquisador da área de Economia Aplicada do FGV IBRE.

Em entrevista à CNN Rádio, ele afirmou que o desemprego já vinha vacilando desde a recessão de 2016. Até 2019, segundo ele, voltou a ter uma subida lenta, mas que foi interrompida novamente pela pandemia.

“Existe essa preocupação que o desemprego comece durante muito tempo, o último dado está em 13,7%, acima da média história. Para voltar para 10%, isso pode acontecer somente em 2026, isso se a economia voltar a crescer”, disse.

Para Veloso, ainda há a “dificuldade adicional” do emprego informal no Brasil. “A recuperação vista é predominantemente informal.”

No entanto, ele avalia que mesmo esta modalidade de ocupação é importante porque “ajuda a retomar a economia.”

Para reverter a situação, o economista defende, entre outras coisas, que haja melhoria da educação. “Trabalhadores com maior escolaridade tendem a ser formais, precisamos de mais estabilidade política e econômica, é possível melhorar, mas há problemas estruturais.”

Mais Recentes da CNN