Reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste encerram outubro com nível abaixo de 18%

Em novembro, com chuvas acima da média, ONS prevê que abastecimento das hidrelétricas da região deve voltar a subir

Vista da hidrelétrica de Furnas
Vista da hidrelétrica de Furnas 7/09/2021 REUTERS/Washington Alves

Juliana Eliasdo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

Os reservatórios das hidrelétricas do sistema Sudeste/Centro-Oeste, o principal do país, encerram outubro com o nível de abastecimento abaixo dos 18%.

De acordo com dados do Operador Nacional do Sistema (ONS), os reservatórios da região tinha 17,98% de sua capacidade preenchida no sábado (30).

O sistema Sudeste/Centro-Oeste é onde está Furnas, em Minas Gerais, e de onde sai 70% de toda a energia hidrelétrica do país.

Em setembro, os reservatórios da região operava com um abastecimento médio de 18,2%.

Embora um dos mais baixos para o mês nas últimas décadas, os níveis registrados já estão melhores do que o inicialmente previsto pelo ONS, devido a uma melhora no regime de chuvas, conforme têm início o período chuvoso na região.

Em boletim publicado na sexta-feira (29), o órgão informou que a precipitação deve ficar acima da média e melhorou a sua previsão de abastecimento do sistema Sudeste/Centro-Oeste para novembro.

“O boletim com as previsões do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para o mês de novembro prevê afluências acima da média na região Sudeste/Centro-Oeste. Com a previsão de aumento das precipitações, a região deve ter uma leve recuperação, com o nível dos reservatórios fechando o mês em 18,7% da sua capacidade, ante os atuais 18%”, diz o relatório.

Mais Recentes da CNN