Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Americanas troca empresa de auditoria em meio à crise

    Companhia corre para finalizar seu balanço do quarto trimestre, enquanto redobra esforços para obter apoio dos credores ao plano de recuperação judicial

    Pessoas passam em frente a loja da Lojas Americanas em Brasília
    Pessoas passam em frente a loja da Lojas Americanas em Brasília REUTERS/Ueslei Marcelino

    da Reuters

    A Americanas comunicou nesta quarta-feira (28) que o conselho de administração da companhia aprovou a rescisão do contrato com a PricewaterhouseCoopers (PwC), que será substituída pela BDO para executar a auditoria das demonstrações financeiras de 2022 e o refazimento do balanço de 2021.

    A Americanas está correndo para finalizar seu balanço do quarto trimestre, enquanto redobra os esforços para obter apoio dos credores ao plano de recuperação judicial, segundo fontes próximas ao assunto ouvidas pela Reuters recentemente.

    A varejista entrou com pedido de recuperação judicial em janeiro após descobrir um rombo contábil de 20 bilhões de reais.

    “A Americanas não faz qualquer julgamento acerca da natureza ou extensão da participação das empresas de auditoria no episódio”, afirmou a empresa em fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

    “Entretanto, um maior aprofundamento nos trabalhos de apurações seria necessário para, desde já, assegurar a independência da PwC para seguir com os trabalhos de auditoria das demonstrações financeiras da companhia”, acrescentou.

    Citando necessidade de apresentar demonstrações financeiras auditadas o mais brevemente possível, a Americanas e seu conselho “decidiram pela rescisão do contrato com a PwC e imediata contratação da BDO”, afirmou.