Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Berkshire, de Warren Buffett, reverte perdas e lucra US$ 35,9 bi do segundo trimestre

    Salto foi impulsionado por maior receita de investimentos e inscrições de seguros

    Negócios de seguros da empresa de Warren Buffett registraram ganhos de US$ 1,25 bilhão.
    Negócios de seguros da empresa de Warren Buffett registraram ganhos de US$ 1,25 bilhão. REUTERS/Scott Morgan

    Eva Rothenbergda CNN

    Nova York

    A holding Berkshire Hathaway informou no sábado (5) um salto nos lucros do segundo trimestre de 2023, recuperando-se das grandes perdas de investimento de 2022. Os ganhos operacionais totalizaram US$ 10 bilhões (R$ 48 bilhões) no segundo trimestre, um ganho de 6,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

    A baixa do ano passado confundiu até os principais investidores, como o presidente da Berkshire, Warren Buffett. Inscrições de seguros e a maior receita de investimentos ajudaram a retomar o lucro líquido da Berkshire.

    A empresa reportou ganhos de US$ 35,9 bilhões (R$ 172,32 bilhões) no último trimestre. No mesmo período do ano passado, a Berkshire registrou perdas de US$ 43,6 bilhões (R$ 209,28 bilhões).

    A Berkshire obteve US$ 25,9 bilhões (R$ 124,32 bilhões) em ganhos de investimento no segundo trimestre, marcando uma reviravolta significativa em relação ao ano anterior, quando os investimentos caíram em US$ 53 bilhões (R$ 254,4 bilhões) só no mesmo período.

    Alta de inscrições

    O setor de seguros da Berkshire ultrapassou o limite de bilhões de dólares, com ganhos de US$ 1,25 bilhão (R$ 6 bilhões), acima dos US$ 715 milhões (R$ 3,432 bilhões) no segundo trimestre de 2022. A receita de investimentos em seguros aumentou para US$ 2,3 bilhões (R$ 11,04 bilhões), de US$ 1,9 bilhão (R$ 9,12 bilhões) nesta mesma época do ano passado.

    A Geico, da holding de Buffett, uma das maiores seguradoras dos Estados Unidos, está se saindo melhor do que no ano passado, registrando um lucro de US$ 514 milhões (R$ 2,467 bilhões) no segundo trimestre deste ano.

    É uma queda pouco expressiva de US$ 703 milhões (R$ 3,374 bilhões) em relação ao primeiro trimestre, mas um ganho acentuado em relação ao prejuízo de US$ 487 milhões (R$ 2,34 bilhões) do mesmo período do ano passado.

    Comparativamente, a seguradora teve um lucro de subscrição antes dos impostos de cerca de US$ 1,2 bilhão (R$ 5,76 bilhões) até agora este ano, ajudando a impulsionar os ganhos da Berkshire.

    A empresa de Warren Buffett atribuiu os ganhos com seguro a prêmios médios mais altos de apólices de automóveis, uma queda nos custos de publicidade, bem como reduções nas estimativas de sinistros.

    Balanço geral

    No entanto, a empresa de energia e a ferroviária da Berkshire – respectivamente BHE e BNSF – tiveram uma queda nos lucros em comparação com o mesmo período do ano passado.

    A Berkshire encerrou o trimestre com um recorde de US$ 147,4 bilhões (R$ 707,52 bilhões) em caixa e equivalentes. Em comparação, a empresa fechou com US$ 130,6 bilhões (R$ 626,88 bilhões) no primeiro trimestre e US$ 105,4 bilhões (R$ 505,92 bilhões) no mesmo período do ano anterior.

    As recompras de ações da Berkshire totalizaram US$ 1,4 bilhão (R$ 6,72 bilhões), ante US$ 4,4 bilhões (R$ 21,12 bilhões) no primeiro trimestre.

    Veja também: Banco Central dos Estados Unidos eleva juros para maior nível em 22 anos

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original