Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Carro da Bugatti é leiloado por valor recorde de US$ 10 milhões; veja imagens

    Modelo Bugatti Chiron Profilée nunca foi destinado a ser vendido, mas ultrapassou modelo Ferrari em leilões para um carro novo

    Peter Valdes-Dapenada CNN

    Nova York

    A Bugatti vendeu seu último supercarro movido exclusivamente a gasolina em um leilão em Paris, na quarta-feira (1º), por mais de US$ 10 milhões, estabelecendo um recorde mundial em leilões para um carro novo.

    Originalmente um modelo de desenvolvimento especial que nunca foi destinado a ser vendido, o único Bugatti Chiron Profilée foi vendido no leilão de colecionador de carros da RM Paris por um lance de US$ 9,5 milhões. Com as taxas pagas à casa de leilões, o preço final de venda foi de cerca de US$ 10,7 milhões.

    O preço estava muito acima dos US$ 4,5 milhões a US$ 6 milhões estimados pela RM Sotheby’s para o carro. O preço de oito dígitos supera as vendas de carros novos em leilões anteriores, de acordo com a Hagerty, uma empresa que acompanha o mercado de carros para colecionadores. Mas, em particular, um trio de novos Rolls Royces sob medida e altamente personalizados foi vendido em 2021 por cerca de US$ 25 milhões cada.

    O recorde anterior para um carro novo vendido em leilão era uma Ferrari LaFerrari Aperta, um supercarro híbrido aberto que foi vendido por € 8,3 milhões, cerca de US$ 9 milhões nas taxas de câmbio atuais, em 2017, em outro leilão RM Sotheby’s. O resultado dessa venda foi para caridade, porém, o que é um fator que tende a resultar em preços de venda muito mais altos.

    O lance para este supercarro azul reluzente foi tão alto porque é único e, em casos como este, os colecionadores “fazem lances sabendo que não terão uma segunda chance”, disse John Wiley, gerente de avaliação e análise da Hagerty.

    O Profilée é o modelo Chiron de aceleração mais rápida, de acordo com a Bugatti. É capaz de ir de zero a 100 km/h em apenas 2,3 segundos e subir para 200 km/h em 5,5 segundos. Capaz de atingir 380 km/h, ele também tem uma velocidade máxima superior à do Pur Sport, mas ainda não tão alta quanto alguns outros modelos da Bugatti que podem, pelo menos em teoria, passar de 480 km/h.

    A montadora francesa de carros de luxo havia indicado anteriormente que o conversível W16 Mistral, revelado em agosto do ano passado, seria seu último modelo movido a gasolina. Apenas 99 desses carros serão fabricados a um custo de pelo menos US$ 5 milhões cada. Mate Rimac, executivo-chefe da Bugatti Rimac, empresa controladora da Bugatti, disse que o próximo modelo de alto desempenho da Bugatti será um híbrido plug-in com um tipo diferente de motor a gasolina.

    No entanto, a Bugatti tinha mais um carro puramente movido a gasolina para vender – e realmente apenas um. Mas este Bugatti não foi originalmente planejado para ser vendido.

    O interior foi feito com couro trançado, um material não usado em nenhum outro Bugatti Chiron / Bugatti Rimac / Divulgação

    O Bugatti Chiron Profilée estava sendo desenvolvido, a partir do final de 2020, como uma das várias versões do Chiron, o modelo principal da Bugatti. A Bugatti sempre disse que apenas 500 Chirons seriam fabricados.

    Incluídos naqueles 500 foram algumas variantes, como o Chiron Sport, Chiron Pur Sport e Chiron Super Sport, cada um com vários graus de velocidade máxima, aceleração e agressividade nas curvas. A Bugatti também fez alguns outros modelos, como o Mistral e o Divo, que compartilham a engenharia com o Chiron, mas são considerados modelos separados.

    Enquanto o Chiron, com seu motor turbo de 16 cilindradas capaz de produzir quase 1.600 cavalos de potência, oferecia desempenho incrível, o Pur Sport fornecia direção e suspensão mais agressivas e aceleração ainda mais rápida. Mas alguns clientes estavam interessados em algo que fosse uma mistura dos dois, oferecendo o desempenho do Pur Sport, mas com um estilo mais suave.

    Como resultado, os engenheiros e designers da Bugatti começaram a trabalhar em uma nova variante do Chiron com as capacidades de desempenho de um Pur Sport, mas com um design mais elegante e fluido.

    O Profilée tem uma grade maior e entradas de ar dianteiras mais largas do que o Chiron básico para absorver mais ar para resfriar o motor grande. A transmissão também foi revisada para relações de transmissão mais curtas para fornecer aceleração mais rápida e o motor pode funcionar em velocidades mais altas.

    O Bugatti Chiron Profilée tem uma asa aerodinâmica para aumentar a pressão nas rodas traseiras em altas velocidades / Bugatti Rimac / Divulgação

    O nome do carro, Profilée, vem de um tipo de design elegante da carroceria em forma de lágrima usado em alguns carros Bugatti famosos da década de 1930.

    Em algum momento, os executivos perceberam que todos os 500 modelos Chiron já teriam sido encomendados antes que o Profilée pudesse ser oferecido aos clientes. No entanto, eles decidiram concluir este carro, no qual os engenheiros do modelo de desenvolvimento estavam trabalhando. O comprador, que a leiloeira não identificou, receberá o carro diretamente da Bugatti.

    Embora este seja o último carro vendido com o motor a gasolina W16, não será o último entregue a um cliente. A Bugatti, que fabrica cerca de 80 carros por ano, ainda tem uma carteira de pedidos pagos até 2025, disse um representante da empresa.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original