Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsas da Ásia fecham sem direção, com leves altas na China e perdas no Japão

    Principal índice acionário japonês, o Nikkei encerrou em queda com um tombo do SoftBank de 7,02%, um dia após a empresa de tecnologia divulgar prejuízo trimestral recorde

    Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

    As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta terça-feira (9), com modestos ganhos na China e perdas no Japão, enquanto investidores aguardam novos dados de inflação dos EUA, que serão divulgados na quarta-feira (10).

    Principal índice acionário chinês, o Xangai Composto subiu 0,32%, a 3.247,43 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,24%, a 2.188,49 pontos, num dia de forte desempenho de ações dos setores de carvão e de energia renovável.

    Já em Tóquio, o Nikkei caiu 0,88%, a 27.999,96 pontos, à medida que o papel da SoftBank sofreu um tombo de 7,02%, um dia após a empresa de tecnologia japonesa divulgar prejuízo trimestral recorde, de mais de US$ 23 bilhões.

    Em outras partes da Ásia, o Hang Seng recuou 0,21% em Hong Kong, a 20.003,44 pontos, mas o sul-coreano Kospi subiu 0,42% em Seul, a 2.503,46 pontos.

    Já o taiwanês Taiex mostrou leve avanço de 0,20%, a 15.050,28 pontos, embora a China siga conduzindo exercícios militares nos arredores de Taiwan, após a recente visita da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, à ilha.

    Investidores globais também estão na expectativa para os últimos números da inflação ao consumidor (CPI) dos EUA, que serão conhecidos nesta quarta-feira (10).

    O CPI, que está no maior nível em mais de quatro décadas, deverá ajudar o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) a definir o tamanho do seu próximo aumento de juros, em setembro.

    Antes disso, a China publica o CPI e também a inflação ao produtor (PPI) de julho, no fim da noite desta terça.

    Na Oceania, a bolsa australiana teve mais um dia de valorização apenas marginal. O S&P/ASX 200 avançou 0,13% em Sydney, a 7.029,80 pontos.

    Com informações da Dow Jones Newswires