Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Haddad diz que mudanças nos pisos de saúde e educação “não terão perdas”

    Ministro afirmou que levaria ao presidente propostas de mudanças nas regras orçamentárias dessas áreas

    Fernando Haddad, ministro da Fazenda
    Fernando Haddad, ministro da Fazenda Diogo Zacarias/Ministério da Fazenda - 14/06/2023

    Gabriela Boechatda CNN

    Brasília

    O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta terça-feira (11) que eventuais mudanças nas regras orçamentárias para as áreas de saúde e educação não resultarão em “perdas” para profissionais da saúde.

    A expectativa é de que o ministro apresente em breve ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) uma proposta que limita o crescimento real dos pisos dessas duas áreas, de forma a inseri-las na lógica do arcabouço fiscal.

    “São vários cenários que estão sendo discutidos pelas áreas técnicas, mas nenhum foi levado ainda à consideração do presidente. Por ocasião da discussão do orçamento, nós vamos levar algumas propostas para o presidente, que pode aceitar ou não, dependendo da avaliação que ele fizer”, afirmou Haddad.

    Uma eventual mudança nos pisos da saúde e educação se dá em contexto de uma busca do governo por equilíbrio nas despesas, já que, até então, o foco esteve em aumentar as receitas para balancear as contas públicas.

    Os pisos da saúde e da educação são os que crescem de forma mais acelerada.