Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    S&P e Nasdaq batem recordes antes de decisão de juros e dados de inflação dos EUA

    Ações da Nvidia também impulsionaram mercado após desdobramento de ações e rumores sobre inclusão em índice

    Operador na bolsa de Nova York
    Operador na bolsa de Nova York 05/04/2024 - REUTERS/Andrew Kelly

    Reuters

    Os índices S&P 500 e Nasdaq marcaram níveis recordes de fechamento nesta segunda-feira (10), quando investidores operaram com cautela antes de um relatório de preços ao consumidor norte-americano, do anúncio de política monetária do Federal Reserve e dos anúncios da conferência de desenvolvedores da Apple.

    Dando algum apoio ao Nasdaq e S&P 500, as ações da Nvidia subiram 0,7%, na sessão seguinte a um desdobramento de ações de 10 por 1. Alguns investidores agora acreditam que a fabricante de chips poderá ser incluída no Dow Jones, índice em que ações de “blue-chip” têm forte peso.

    O relatório do índice de preços ao consumidor norte-americano de maio será divulgado na quarta-feira (12), juntamente com a conclusão da reunião de política monetária de dois dias do Fed.

    A expectativa é de que o banco central, que divulgará projeções econômicas e de política monetária atualizadas, mantenha a taxa básica inalterada. Investidores buscarão pistas sobre quando o banco central dos EUA poderá começar a cortar os juros.

    “Esta é uma semana importante para o mercado em termos de comentários e mensagens do Federal Reserve”, disse Quincy Krosby, estrategista global chefe da LPL Financial.

    O Dow Jones subiu 0,18%, para 38.868,04 pontos. O S&P 500 ganhou 0,26%, para 5.360,79 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,35%, para 17.192,53 pontos.

    Os investidores reduziram as expectativas de cortes nos juros em setembro após os dados de empregos de maio, mais fortes do que o esperado na sexta-feira (7), com chances de uma redução em 50%.

    As ações da Apple caíram 1,9% antes da conferência anual de desenvolvedores da fabricante do iPhone. Investidores estão ansiosos por atualizações sobre como a empresa está integrando a inteligência artificial em seu futuro.