Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Acusado de fraude, magnata da cripto é transferido de prisão nos EUA e pode ficar perto da casa dos pais

    Sam Bankman-Fried foi condenado a 25 anos de prisão por múltiplas acusações de fraude e conspiração

    O ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried
    O ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried Michael M. Santiago/Getty Images

    Allison Morrowda CNN

    Nova York

    O ex-magnata da criptografia Sam Bankman-Fried começou a ser transferido para uma nova prisão na manhã desta quarta-feira (22). Ele deixa a prisão do Brooklyn, em Nova York, onde residiu nos últimos nove meses, disse um porta-voz de Bankman-Fried.

    Não ficou imediatamente claro para onde ele estava sendo transferido, mas o porta-voz disse que Bankman-Fried afirmou para pessoas próximas a ele que acredita que está indo para Mendota, Califórnia, a duas horas e meia de carro da casa de seus pais.

    Mendota abriga uma prisão federal de segurança média com uma instalação satélite adjacente de segurança mínima, de acordo com o site do Departamento de Prisões dos Estados Unidos.

    Bankman-Fried tentou permanecer em Nova York enquanto preparava recurso sobre múltiplas acusações federais de fraude e conspiração, pelas quais foi condenado em março a 25 anos de prisão.

    No outono passado, um júri considerou Bankman-Fried culpado de cometer o que os promotores chamaram de um dos maiores crimes financeiros da história dos EUA.

    Ele foi condenado por roubar bilhões de dólares de clientes de sua outrora bem-sucedida bolsa de criptomoedas, a FTX, que faliu no final de 2022.

    O Departamento de Prisões se recusou a fornecer detalhes, dizendo à CNN Internacional que não comenta “as condições de confinamento de qualquer indivíduo, incluindo potenciais transferências”, citando preocupações de segurança.

    Com informações de Erin Burnett e Sabrina Souza, da CNN Internacional

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original