Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    No futuro, carros da Ford poderão “atormentar” o dono em caso de calote, diz site

    Segundo a publicação, a Ford estuda permitir que seu carro bloqueie - e até mesmo dirija-se a um depósito ou ferro-velho - se você estiver devendo

    Logotipo da FordFoto de 2019
    Logotipo da FordFoto de 2019 Reuters

    Edward Pepeda CNN

    São Paulo

    Com o preço dos carros nas alturas – e a tendência de que isso deve continuar por um tempo – muitos consumidores escolhem financiar a compra de um veículo para que  possam pagá-lo ao longo dos meses/anos seguintes.

    Mas isso é no mundo ideal, já que imprevistos acontecem, e pode ser que o comprador não consiga honrar a dívida.

    A montadora americana Ford sabe disso e estaria criando um sistema para facilitar o processo de “retomada de posse” do automóvel – ou até mesmo “forçar” o inadimplente a pagar o que deve.

    De acordo com o site “The Drive”, o projeto se chama “Sistemas e métodos de reintegração de posse de veículos” e descreve várias maneiras de tornar “mais difícil” a vida de alguém que deixou passar os boletos e ficou com o pagamento em aberto.

    O projeto, inclusive, teria sido submetido ao escritório de patentes dos Estados Unidos em agosto de 2021, mas somente publicado no último dia 23.

    Fábrica da Ford em Dearborn, EUA / 26/01/2022. REUTERS/Rebecca Cook

    Segundo o “The Drive”, o sistema – que poderia ser instalado em qualquer modelo da Ford no futuro, desde que tenha conexão à internet – seria capaz de “[desativar] uma funcionalidade de um ou mais componentes do veículo”, como, por exemplo, o ar-condicionado ou até mesmo o motor.

    No caso dos veículos autônomos e semi-autônomos, ele poderia mover o carro de um local para outro que seja mais “conveniente” para um caminhão de reboque levar o automóvel.

    O sistema poderia também direcionar o carro da casa do proprietário até um órgão do governo e/ou, se a instituição credora considerar que “a viabilidade financeira da execução da reintegração de posse” não for justificada, o veículo poderá se dirigir sozinho até um ferro-velho.

    Outro ponto, segundo o “The Drive”, é que antes do sistema iniciar a reintegração de posse formal, o veículo emitiria vários avisos para o proprietário e o perderia as funções gradativamente.

    As primeiras funcionalidades desativadas seriam menos “inconvenientes”, como o piloto automático e controle automático dos vidros elétricos e do ajuste dos bancos, além de recursos como rádio, GPS e MP3 player.

    Já o nível seguinte de “alerta” seria mais sério. Ele incluiria a perda de sistemas como o de ar-condicionado, e um “som incessante e desagradável” seria acionado “toda vez que o proprietário estiver presente no veículo”. Caso o dono do automóvel continue com o “nome sujo”, ele poderia até ficar trancado do lado de fora do próprio carro.

    CALMA, CONSUMIDOR!

    Documentos de patentes como esse não representam necessariamente uma intenção da empresa em introduzir esta tecnologia nos veículos. Pode ser apenas uma tentativa da Ford de “guardar” a ideia e protegê-la de concorrentes. Além disso, por enquanto, nenhuma outra montadora tentou recentemente patentear um sistema semelhante.