Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tebet diz que nova âncora fiscal agrada a todos e deve ser apresentada à Casa Civil ainda nesta semana

    Proposta inicial já foi entregue por Haddad ao presidente Lula; equipe econômica está fechando os números

    Brenda SilvaRudá Moreirada CNN

    em Brasília

    A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, disse que a nova âncora fiscal preparada pelo governo federal está equilibrada e voltou a afirmar que a proposta “agrada a todos”. A expectativa da ministra é que o documento seja apresentado à Casa Civil ainda nesta semana, e ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na viagem oficial à China.

    O documento inicial, conforme apurou o analista da CNN Gustavo Uribe, foi entregue pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta semana.

    “Não posso adiantar nada, só posso dizer que ela está muito bem equilibrada. Ela é flexível — como já foi anunciado —, ela olha pelo lado da despesa e pelo lado da receita, ela é crível, ela é factível. Então, sob esse aspecto, ela agrada a todos”, afirmou Tebet.

    A ministra conversou com jornalistas, nesta quarta-feira (15), na chegada à cerimônia de posse da nova diretoria do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Apesar das declarações, ela afirmou estar “proibida” de falar sobre Lula ter recebido a proposta. “Eu fiz um voto de silêncio sobre este assunto”, disse.

    Segundo Tebet, a “moldura” da proposta já está pronta e dentro do prazo. No momento, as equipes das pastas da Fazenda e do Planejamento estão apenas fechando os números. A ministra afirma que o próximo passo seria uma conversa com a Casa Civil e com a Junta Orçamentária. Em seguida, com Lula.

    “Quando isso vai acontecer? Quem sabe na viagem do presidente com o ministro da Fazenda para a China? É um bom tempo juntos. O presidente não pode fugir da aeronave, então é um bom momento do ministro apresentar a âncora [fiscal]”, disse.

    Tebet ainda afirmou que a expectativa é apresentar o novo arcabouço fiscal — que vai substituir o teto de gastos — à Casa Civil ainda nesta semana. A viagem do governo federal à China, onde deve ocorrer a apresentação da proposta à Lula, está programada para o dia 24 de março.