Cantor Cauan tem alta e deixa hospital após se recuperar da Covid-19

O artista de 38 anos fez uso de vários medicamentos, incluindo antibióticos e anticoagulantes, além de ter passado pelo tratamento com plasma convalescente

Da CNN
26 de agosto de 2020 às 12:52

Recuperado após ficar em estado grave na UTI por conta do coronavírus, o cantor Cauan Máximo, da dupla com Cleber, teve alta nesta quarta-feira (26) do Hospital do Coração Anis Rassi, em Goiânia. 

A saída da unidade aconteceu ao lado da família e com uma coletiva de imprensa promovida pelo hospital, que comemorou o índice de mais de 300 recuperados na unidade.

À imprensa, Cauan agradeceu à equipe médica pelos cuidados e aos fãs e desconhecidos pelas orações, e disse ter "sentido na pele" a dificuldade para encontrar um leito de UTI em meio à pandemia.

Leia e assista também:
Plasma convalescente: como funciona a técnica no combate à Covid-19
'Fui teimoso e não queria aceitar', diz Cauan sobre diagnóstico de Covid-19
Covid-19: pneumologista explica riscos de comprometimento de pulmões

O cantor Cauan Máximo na saída do Hospital do Coração Anis Rassi, em Goiânia
Foto: CNN (26.ago.2020)

"Senti na pele essa situação que a gente enfrenta nesse momento", lamentou o artista, que voltou a citar a teimosia como fator que o levou a demorar a buscar ajuda médica. Ele ainda pediu que jovens evitem festas e aglomerações. "Deem a importância que essa doença precisa", afirmou.

Na terça-feira (25), o sertanejo falou à CNN sobre a descoberta da doença, o tratamento e a recuperação. "Fui um pouco teimoso e atrasei para procurar ajuda médica naquele início. Foi um pouco de teimosia e acabou que demorei uns dias", relembrou o cantor.

Cauan chegou a ter 75% dos pulmões comprometidos pela Covid-19. A mãe dele, Shirlei Máximo, e o pai, João Luiz Máximo, estão internados. João Luiz está em estado grave e teve comprometimento parcial dos pulmões. "Meu pai está na situação mais difícil", informou ele, que pediu que os fãs direcionem as orações para João.

O cantor ficou internado no Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG) e foi transferido para o Hospital do Coração Anis Rassi, na mesma cidade. O artista de 38 anos fez uso de vários medicamentos, incluindo antibióticos e anticoagulantes, além de ter passado pelo tratamento com plasma convalescente. Ele teve alta da UTI na segunda-feira (24).

(Edição: André Rigue)