Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    30 anos depois de seu livro “Sex”, Madonna diz que Cardi e Kim K podem agradecê-la

    Artista postou storie onde reflete sobre as mudanças nos padrões de como as mulheres podem falar sobre sexo

    Madonna fala sobre livro "Sex"
    Madonna fala sobre livro "Sex" Reprodução/Instagram

    Da CNN

    Três décadas após o lançamento de seu álbum “Erótica” e seu livro “Sex”, Madonna refletiu sobre as mudanças nos padrões de como as mulheres podem falar sobre sexo em um storie em sua conta no Instagram.

    O livro de 1992 traz fotos nuas do ícone pop tiradas pelos fotógrafos Steven Meisel e Fabien Baron, bem como imagens que simulavam atos sexuais e cenas de sadomasoquismo. O rapper Vanilla Ice e a top model Naomi Campbell e outros modelos aparecem nas 128 páginas do livro.

    Em seu storie no Instagram, Madonna disse: “Também escrevi sobre minhas fantasias sexuais e compartilhei meu ponto de vista sobre sexualidade de maneira irônica”.

    Ela recebeu uma reação imediata pela publicação.

    “Passei os próximos anos sendo entrevistada por pessoas de mente estreita que tentaram me envergonhar por me empoderar como mulher. Fui chamada de prostituta, bruxa, herege e diabo”, escreveu a superstar.

    Apesar da controvérsia, o livro vendeu milhões de cópias, alcançando o primeiro lugar no The Washington Post e na lista de best-sellers do New York Times.

    Madonna, de 64 anos, vinculou suas experiências a músicos mais jovens e figuras públicas que podem ser mais abertas sobre sua sexualidade em público.

    “Agora Cardi B pode cantar sobre seu ‘WAP’. Kim Kardashian pode enfeitar a capa de qualquer revista com sua bunda nua e Miley Cyrus pode entrar como uma bola de demolição”, escreveu ela.

    “De nada, p—-.”

    (Publicado por Carolina Farias)