Assistente de direção teria dito a Alec Baldwin que arma não tinha munição real

David Halls não sabia que havia balas reais na arma quando a entregou para o ator, de acordo com um documento judicial

Alec Baldwin no set de filmagens de "Rust"
Alec Baldwin no set de filmagens de "Rust" Reprodução/Instagram

Aya ElamroussiChloe MelasClaudia Dominguezda CNN

Ouvir notícia

Um assistente de direção entregou a Alec Baldwin um revólver e gritou “arma fria” antes que o ator atirasse e matasse acidentalmente a cinegrafista Halyna Hutchins e ferisse o diretor Joel Souza, de acordo com um documento judicial.

O comentário “arma fria” tinha a intenção de indicar que ela não tinha munição real, de acordo com uma declaração de um mandado de busca para o set de filmagens apresentado pelo Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé e obtido pela KOAT, afiliada da CNN.

De acordo com a declaração, o assistente de direção David Halls entregou para Baldwin uma das três armas cenográficas que um armeiro colocou em um carrinho.

Halls não sabia que havia balas reais na arma, segundo a declaração.

Mas, quando o ator disparou, uma bala atingiu Hutchins, de 42 anos, no peito e feriu Souza, de 48 anos, que estava por perto, de acordo com o depoimento. Halyna Hutchins foi declarada morta no hospital após ser levada de helicóptero, diz o depoimento.

As “armas frias” não deveriam ser carregadas, principalmente durante os ensaios, disse um especialista em armas à CNN na sexta-feira (22).

“Você tem que ter certeza de que a arma está realmente fria, o que significa que não deveria haver munição lá, ponto final. E especialmente se for um ensaio”, disse Bryan Carpenter, armeiro e mestre em armas na indústria cinematográfica, à CNN.

Carpenter acrescentou que, embora seja aceitável que alguns atores queiram ter uma ideia de como funciona uma arma durante os ensaios, é crucial garantir que elas não estejam com munição. Ele observou que as armas nos sets devem ser confirmadas como “frias” por duas pessoas para evitar incidentes trágicos.

Apesar das medidas de segurança, já ocorreram acidentes fatais em outras produções.

Durante as filmagens do filme “The Raven” em 1993, o ator Brandon Lee, filho de Bruce Lee, morreu em um acidente com uma arma de fogo.

Mesmo a munição vazia pode ser mortal se disparada de perto. Em 1984, o ator John-Eric Hexum estava brincando com uma arma no set de “Cover Up: Golden Opportunity” e morreu após colocá-la na cabeça e puxar o gatilho.

O diretor de cenografia Joseph Fisher disse à CNN na sexta-feira que mesmo quando não há “bala” em uma pistola cenográfica, ainda existem projéteis, pólvora e gás, que podem ser perigosos dentro de um certo alcance.

Várias agências estão investigando como esse incidente ocorreu

O filme “Rust”, que estava sendo filmado no Bonanza Creek Ranch, no Novo México, é estrelado por Baldwin, que também é produtor do filme.

Uma chamada para o 911 obtida pela KOAT ofereceu um vislumbre dos minutos após o acidente. Um membro da tripulação disse ao operador que duas pessoas foram baleadas “acidentalmente” no set.

“Precisamos de ajuda. Atingiram um diretor e uma câmera”, disse uma mulher à operadora. “Eu estava sentado, estávamos ensaiando e tudo aconteceu, e eu corri, todos nós corremos.”

Baldwin disse na sexta-feira que está em contato com a família Hutchins.

“Não há palavras para expressar meu choque e tristeza pelo trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, nossa profundamente admirada esposa, mãe e colega”, publicou Baldwin no Twitter.

“Eu coopero totalmente com a investigação policial para tratar de como essa tragédia ocorreu e estou em contato com seu marido, oferecendo meu apoio a ele e sua família. Meu coração está partido por seu marido, seu filho e por todos que conheciam e amavam Halyna”.

De acordo com a declaração, todas as armas de fogo e munições, câmeras e equipamentos de informática e roupas usadas pelos atores no momento do tiroteio seriam apreendidos.

Antes do acidente, alguns membros da equipe abandonaram a produção por preocupações relacionadas a problemas de segurança, incluindo os procedimentos com armas e protocolos contra a Covid-19 que não estariam sendo seguidos, segundo o jornal Los Angeles Times e outros veículos.

A produtora do filme disse ao Deadline em um comunicado que não foi notificada de nenhuma reclamação oficial sobre a segurança de armas ou acessórios no set.

“Faremos uma revisão interna de nossos procedimentos enquanto a produção estiver suspensa”, disse a Rust Movie Productions, LLC no comunicado. “A segurança de nosso elenco e equipe é a maior prioridade para a Rust Productions e todos os associados à empresa”.

A CNN fez várias tentativas de entrar em contato com a Rust Movie Productions para comentar o caso. O Escritório de Segurança e Saúde Ocupacional do Novo México (OHSB) também está investigando o acidente.

“A produtora relatou a morte e os ferimentos à OHSB na noite passada, de acordo com as leis de segurança no local de trabalho. A OHSB está investigando o incidente em coordenação com as autoridades policiais, o empregador e os funcionários”, disse a agência em um comunicado.

O Gabinete do Xerife da Comarca de Santa Fé também foi ao local do tiroteio, disse o porta-voz Juan Ríos.

(Texto traduzido. Clique aqui para ler original)

Mais Recentes da CNN