Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ator que substituiu Johnny Depp se destaca no novo “Animais Fantásticos”

    Mads Mikkelsen é o vilão Gellert Grindelwald, que quer travar uma guerra contra os trouxas em "Os Segredos de Dumbledore"

    Mads Mikkelsen foi escolhido para substituir Johnny Depp
    Mads Mikkelsen foi escolhido para substituir Johnny Depp Warner/Divulgação

    Brian Lowryda CNN

    Ouvir notícia

    Apesar do subtítulo atraente, “Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore”, o terceiro filme de J.K. Rowling da franquia, mais parece uma introdução para um filme melhor que ainda está para se materializar.

    Fazendo uma retrospectiva, a autora deveria ter mesmo é canalizado seus esforços da sequência de Harry Potter em uma série mais limitada, e não em dois filmes onde o ritmo lento dita a história.

    Em teoria, um filme do “jovem Dumbledore” resolveria algumas das deficiências de “Animais Fantásticos”, fornecendo uma âncora mais dinâmica do que o tímido e hesitante Newt Scamander (Eddie Redmayne).

    Além disso, a autora adicionou mais ajuda desta vez, em parceria não apenas com o diretor David Yates, mas com o co-roteirista Steve Kloves, outro veterano da franquia “Harry Potter”.

    Ainda assim, o enredo gira essencialmente em torno de Dumbledore (Jude Law), em virtude de seu vínculo romântico com o malvado Gellert Grindelwald (Mads Mikkelsen, habilmente substituindo Johnny Depp), que – de maneira autoritária clássica – pretende dominar o mundo mágico e travar uma guerra contra os trouxas.

    Como Dumbledore não pode confrontar Grindelwald e seus lacaios diretamente, ele deve recrutar não apenas Newt, mas um grupo eclético de bruxos e bruxas, bem como o amigo trouxa de Newt, Jacob (Dan Fogler).

    Mas, além do papel aprimorado de Jessica Williams como Eulalie “Lally” Hicks – que ostenta um sotaque de gângster dos anos 1940 que leva algum tempo para a gente se acostumar -, eles são um grupo bastante indescritível.

    O mais recente “Animais Fantásticos” se desenrola sem grande senso de urgência, mostrando uma série de aventuras e desvios em direção a um confronto antecipado para frustrar os planos de Grindelwald.

    Jude Law estrela “Os Segredos de Dumbledore” / Warner/Divulgação

    Tendo interpretado vilões em filmes de James Bond, Marvel e agora Harry Potter, Mikkelsen de destaca como uma das grandes surpresas da franquia, quando ele zomba: “Com ou sem você, eu vou queimar o mundo deles”. Assim, ele introduz uma sensação de ameaça que supera quase tudo no filme.

    No entanto, mesmo com essa contribuição e o design da produção com seus efeitos caracteristicamente impressionantes, “Animais Fantásticos” dificilmente ganha vida.

    O verdadeiro passo em falso pode ter ocorrido quando a Warner Bros. deixou Rowling delinear um formato de cinco filmes, em oposição a no máximo uma trilogia mais convencional – embora a “Variety” tenha divulgado que o quarto e o quinto filmes podem depender de como os “Segredos de Dumbledore” se sairá nas bilheterias.

    Seja qual for o veredicto comercial, o filme entrega uma mistura que deixa com gosto de quero mais.

    Como “Os Crimes de Grindelwald”, “Os Segredos de Dumbledore” é bem feito, mas no final das contas não empolga. E o enredo atraente novamente nos leva a um filme menos que mágico.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN