Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Avatar, Encantada, Top Gun: 10 filmes que ganharam sequências após décadas

    Sem programação, sucessos de bilheteria – a princípio solos – podem ganhar um segundo filme; veja alguns casos

    "Top Gun Maverick" (2022); "Avatar: O Caminho da Água" (2022); e "Desencantada" (2022)
    "Top Gun Maverick" (2022); "Avatar: O Caminho da Água" (2022); e "Desencantada" (2022) Montagem CNN / Divulgação

    Marina Toledoda CNN em São Paulo

    Quando se lança um filme todos os envolvidos almejam o sucesso da produção. Às vezes, o sucesso é tanto que ele pode acabar ganhando uma sequência não programada.

    A continuação pode demorar anos, tanto pela complexidade da produção de um longa-metragem quanto por ter que criar uma história em cima de um universo já apresentado com um final encaixado.

    Neste ano, alguns filmes aclamados pelo público ganharam sequência mais de uma década depois do lançamento, como: “Top Gun: Maverick”, “Desencantada”, “Uma História de Natal” e “Avatar: O Caminho da Água” – que chega aos cinemas dia 15 de dezembro.

    Os quatro demoraram anos para serem pensados, realizados e lançados, mas aproveitam parte do elenco original em um novo contexto.

    Veja 10 filmes que demoraram mais de uma década para ganhar sequência

    • Blade Runner – O Caçador de Androides (1982) – Blade Runner 2049 (2017)
    Harrison Ford em “Blade Runner” (1986) e Ryan Gosling em “Blade Runner 2049” (2017) / Montagem CNN/ Divulgação/Warner Bros./ Sony Pictures

    Sob direção de Denis Villeneuve (“A Chegada” e “Duna”), a sequência do clássico de Ridley Scott (“Gladiador” e “Alien – o 8º Passageiro”) é considerada uma das melhores já feitas, sendo aclamada pela crítica especializada.

    A trama ocorre 30 anos após os acontecimento do primeiro filme. O número “2049” indica o ano no qual a história se passa.

    Uma nova espécie de replicantes é desenvolvida, de forma que seja mais obediente aos humanos. O policial K, um blade runner que caça androides de gerações antigas.

    Em um de seus trabalhos ele desenterra um segredo, capaz de desencadear uma guerra entre replicantes e humanos. Sua descoberta o leva numa jornada para encontrar Rick Deckard, desaparecido há três décadas.

    • Uma História de Natal (1983) – Uma História de Natal Natalina (2022)
    Peter Billingsley em “Uma História de Natal” (1983) e “Uma História de Natal Natalina” (2022) / Montagem CNN / Reprodução/YouTube

    Quase 40 anos depois, o clássico de natal com Peter Billingsley ganhou uma sequência. O ator que era uma criança à época retorna como Ralph em “Uma História de Natal Natalina”, mas agora casado e com filhos. A produção que chegou à HBO Max neste mês.

    Ralph leva a família até sua cidade natal, na mesma casa que ele teve o melhor natal de sua vida – lá em 1983, para propocionar aos filhos um fim de ano tão incrível quanto. Nessa aventura, ele terá a chance de se reconectar com os amigos de infância e superar uma perda difícil.

    O primeiro filme é de Bob Clark (“Noite do Terror” e “Assassinato por Decreto”), já Clay Kaytis (“Crônicas de Natal”) foi quem dirigiu “Uma História de Natal Natalina”.

    • Top Gun – Ases Indomáveis (1986) – Top Gun: Maverick (2022)
    Tom Cruise em Top Gun – Ases Indomáveis (1986) e em Top Gun: Maverick (2022) / Montagem CNN/ Divulgação/ Paramount Pictures

    Tom Cruise retornou aos cinemas como Maverick e fez história com a sequência do grande sucesso “Top Gun – Ases Indomáveis”. O longa teve a maior bilheteria de 2022 até o momento, levando as pessoas de volta aos cinemas após a pandemia da Covid-19.

    36 anos depois de se formar, Maverick retorna à escola da aviação da marinha, Top Gun, agora, como instrutor. Ele deve liderar o grupo dos melhores aviadores formados pela escola em uma missão (quase) impossível.

    A primeira produção teve direção de Tony Scott, enquanto o segundo teve como responsável Joseph Kosinski (“Oblivion” e “Tron – O Legado”).

    • Um Príncipe em Nova York (1988) – Um Príncipe em Nova York (2021)
    Eddie Murphy e Arsenio Hall em “Um Príncipe de Nova York” e “Um Príncipe em Nova York 2” / Montagem/ Divulgação/Paramount Pictures

    Mais de 30 anos depois do sucesso de “Um Príncipe em Nova York”, Eddie Murphy revive Akeem, agora rei. A produção tem o retorno de outros atores, como Arsenio Hall, Shari Headley e mais. O longa estreou no Prime Video no ano passado.

    No luxuoso país da realeza de Zamunda, o recém-coroado Rei Akeem descobre que tem um filho que ele não conhece e que pode ser herdeiro do trono.

    Ele e seu confidente Semmi embarcam em uma hilária jornada que os leva ao redor do mundo: de sua grande nação africana, de volta ao Queens, bairro de Nova York.

    • Abracadabra (1993) – Abracadraba 2 (2022)
    Sarah Jessica Parker, Bette Midler e Kathy Najimy, respectivamente, em “Abracadabra” (1993) e “Abracadabra 2” (2022) / Montagem CNN / Divulgação/Disney

    Após anos de rumores, a Disney confirmou em 2021 a sequência de “Abracadabra” e o retorno do trio principal: Bette Midler, Sarah Jessica Parker Kathy Najimy. O longa estreou em setembro deste ano no Disney+.

    Na trama, já se passaram 29 anos desde que alguém acendeu a Vela da Chama Negra e ressuscitou as irmãs do século XVII, e elas querem vingança. Agora, três adolescentes devem impedir que as vorazes bruxas despertem um novo tipo de caos em Salem antes do Halloween acabar.

    “Abracadabra” foi um dos primeiros sucessos do veterano da Disney Kenny Ortega (“High School Musical” e “Descendentes”). A sequência ficou sob direção de Anne Fletcher (“A Proposta” e “Vestida Para Casar”).

    • Trainspotting – Sem Limites (1996) – T2 Trainspotting (2017)
    Ewan McGregor, Robert Carlyle e Jonny Lee Miller em “Trainspotting – Sem Limites” (1996) e “T2 Trainspotting” (2017) / Montagem CNN / Divulgação/Aplha Filmes/Sony Pictures

    Com o elenco principal, “Trainspotting – Sem Limites” ganhou uma sequência em 2017, duas décadas após a estreia.

    Renton retorna à cidade natal como um novo homem, com emprego fixo e livre das drogas. Os amigos não tiveram a mesma sorte: Sick Boy comanda um comércio fracassado, Spud continua dependente de heroína e Begbie está na prisão.

    Aos poucos, Renton revela que sua realidade não é tão positiva quanto ele mostrava, e volta a praticar os crimes de antigamente.

    O vencedor do Oscar Danny Boyle (“Quem Quer Ser um Milionário” e “127 Horas”) é responsável pela direção dos dois filmes.

    • Procurando Nemo (2003) – Procurando Dory (2016)
    “Procurando Nemo” (2004) e “Procurando Dory” (2016) / Montagem CNN / Divulgação/Disney

    Um ano após ajudar Marlin a reencontrar seu filho Nemo, Dory relembra sua amada família. Com saudades, decide fazer de tudo para reencontrá-los. Ela acaba esbarrando com amigos do passado e cai nas perigosas mãos dos humanos.

    O vencedor do Oscar por “Procurando Nemo”, Andrew Stanton também é reponsável por “Procurando Dory”.

    • Os Incríveis (2004) – Os Incríveis 2 (2018)
    “Os Incríveis” (2004) e “Os Incríveis” (2017) / Montagem CNN / Divulgação/Disney

    Com um final em aberto, “Os Incríveis” demorou mais de dez anos para ganhar um segundo filme. Apesar de não dar sequência aos acontecimentos do primeiro filme, o longa trouxe a família de volta às telonas.

    Helena Pêra é chamada para voltar a lutar contra o crime como aMulher-Elástica. Com isso, cabe ao seu marido, Roberto, a tarefa de cuidar das crianças, especialmente o bebê Zezé. O que ele não esperava era que o caçula da família também tivesse superpoderes, que surgem sem qualquer controle.

    As duas animações são criações de Brad Bird (“Ratatouile” e “Missão Impossível: Protocolo Fantasma”).

    • Encantada (2007) – Desencantada (2022)
    Amy Adams como princesa Giselle em “Encantada” (2007) e “Desencantada” (2022) / Montagem CNN / Divulgação/Disney

    “Encantada” ganhou uma sequência com o elenco principal original quinze anos depois. Amy Adams e Patrick Dempsey voltaram a viver um casal em “Desencantada”, lançado no último dia 18 no Disney+.

    Dez anos após os acontecimentos do primeiro filme, Giselle e Robert estão casados e decidem se mudar para uma pequena comunidade para viverem um conto de fadas. No entanto, isso não é possível, já que lá existem regras e uma rainha, o que acaba fazendo Giselle se frustrar por não encontrar o seu “felizes para sempre”.

    Giselle então usa a magia de Andalasia para resolver seus problemas, mas acidentalmente transforma a cidade em um verdadeiro conto de fadas e põe em risco a felicidade de sua família. Agora ela deve correr contra o tempo para reverter o feitiço e descobrir o que viver felizes para sempre significa para ela e sua família.

    A direção de “Encantada” é de Kevin Lima (“102 Dalmatas”), equanto a de “Desencantada” ficou com Adam Shankman (“Hairsparay” e “Um Amor Para Recordar”).

    • Avatar (2009) – Avatar 2 (2022)
    Sam Worthington e Zoë Saldaña em “Avatar” (2009) e “Avatar: O Caminho da Água” (2022)ava / Montagem CNN / Divulgação/Disney

    Treze anos após o lançamento, “Avatar” vai ganhar uma sequência. A continuação dependia do sucesso do primeiro filme, que acabou se tornando um marco de tecnologia no cinema e a maior bilheteria da história. Outros três filmes são esperados.

    “Avatar: O Caminho da Água” chegou a ter a estreia adiada sete vezes, tendo a primeira previsão para 2014.

    A trama se passa mais de uma década depois dos eventos do primeiro filme e acompanha a família de Sully e o perigo que os persegue. Eles devem enfrentar uma nova ameaça em Pandora e lutam pela segurança e sobrevivência.

    As duas produções são dirigidas por James Cameron.