Bebê do álbum “Nevermind”, volta a processar Nirvana

A nova queixa chega nove dias depois que juiz americano rejeitou processo anterior

Membros remanescentes do Nirvana fazem performance com Joan Jett
Membros remanescentes do Nirvana fazem performance com Joan Jett REUTERS/Lucas Jackson

Jonathan Stempelda Reuters

Por Jonathan Stempel, da Reuters

Ouvir notícia

O homem retratado nu quando bebê no álbum “Nevermind”, do Nirvana, de 1991, retomou processo acusando a banda de explorá-lo sexualmente, depois que um juiz dos Estados Unidos rejeitou uma versão anterior do caso.

Spencer Elden sustentou em uma nova ação apresentada na quarta-feira (12) em Los Angeles que a “natureza lasciva de sua imagem” equivalia a “pornografia infantil”, que ajudou a banda a arrecadar dezenas de milhões de dólares às suas custas.

O baterista Dave Grohl e o baixista Krist Novoselic, Courtney Love, viúva do vocalista do Nirvana, Kurt Cobain, várias gravadoras e o fotógrafo Kirk Weddle estão entre os 10 réus. Elden busca pelo menos 150 mil dólares de cada.

Os advogados dos réus não responderam imediatamente nessa quinta-feira (13) aos pedidos de comentários.

A capa de “Nevermind” mostrava Elden, então com 4 meses de idade, nadando nu em direção a uma nota de 1 dólar perfurada com um anzol – uma imagem que Elden disse ter lhe causado “danos ao longo da vida”.

Elden apresentou a nova queixa nove dias depois que o juiz distrital Fernando Olguin rejeitou uma versão anterior porque Elden não havia respondido à moção dos réus para encerrar o caso.

A última reclamação inclui uma declaração do diretor de arte Robert Fisher, descrevendo uma foto que ele usou para um modelo da capa de “Nevermind” que mostrava um bebê diferente e não mostrava seu pênis.

Elden disse que a banda decidiu criar sua própria foto para economizar dinheiro, com Cobain ironicamente sugerindo que a capa incluísse um adesivo de advertência dizendo: “Se você está ofendido com isso, você deve ser um pedófilo no armário”.

Fisher foi descartado como réu no mês passado.

“Nevermind” vendeu mais de 30 milhões de cópias em todo o mundo. O disco conta com a canção “Smells Like Teen Spirit”. Grohl agora lidera a banda Foo Fighters. Cobain morreu em 1994.

Mais Recentes da CNN