Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Conselho Municipal de Los Angeles suspende demolição da casa de Marilyn Monroe

    Vereador que representa distrito em que a mansão fica quer transformá-la em monumento histórico

    Casa de Marilyn Monroe fica Brentwood, cidade próxima a Los Angeles
    Casa de Marilyn Monroe fica Brentwood, cidade próxima a Los Angeles Wikimedia Commons

    Cheri MossburgZoe Sottileda CNN

    A demolição da casa onde Marilyn Monroe passou seus últimos meses foi suspensa pelo Conselho Municipal de Los Angeles, após uma moção de última hora destinada a transformar a residência em monumento histórico-cultural.

    Traci Park, membro do Conselho do distrito que inclui Brentwood, onde fica a antiga casa da lendária atriz, disse que a casa foi vendida em julho e que os novos proprietários recentemente entraram com um pedido para demoli-la.

    “Infelizmente, o Departamento de Construção e Segurança emitiu uma licença de demolição antes que minha equipe e eu pudéssemos intervir totalmente e resolver esse problema”, disse Park em entrevista coletiva na sexta-feira (8).

    Quando a notícia de seu desaparecimento iminente foi divulgada na quarta-feira (6), os escritórios de Park foram inundados com pedidos para salvar o lendário bangalô que pertenceu ao ícone da cultura pop.

    “Neste ponto, pode estar na casa dos milhares”, disse Park sobre o volume de telefonemas. “Todos os nossos telefones da prefeitura e do escritório de campo tocaram sem parar nas últimas 48 horas.”

    Na sexta-feira, a Câmara Municipal de Los Angeles aprovou por unanimidade a moção de emergência de Park para iniciar o processo de designação da casa como edifício histórico.

    A demolição está suspensa até que o Escritório de Recursos Históricos da cidade realize um estudo e análise da casa, segundo Park.

    Ainda não está claro quem são os novos proprietários, pois a compra foi feita sob uma sociedade de responsabilidade limitada (LLC).

    “Não fomos contatados pelo proprietário do imóvel”, disse Park à CNN. “Certamente eles sabiam quem era o dono da casa anteriormente e quem viveu e morreu lá.”

    Construído em 1929, o bangalô de Brentwood está atualmente avaliado em cerca de US$ 8 milhões, de acordo com registros de propriedade. Monroe morou lá apenas alguns meses antes de sua morte em 1962, aos 36 anos, disse Park. Ela morreu em casa após uma overdose de calmantes.

    Veja também: Justiça interdita novamente lago em mansão de Neymar Jr.