Fãs votarão de casa com o retorno do concurso de canções do Eurovision

Um público limitado de 3.500 pessoas será admitido em uma sala de concertos na cidade de Rotterdam

Final da Eurovision acontece neste sábado (22)
Final da Eurovision acontece neste sábado (22) Foto: Eurovision/Reprodução

Reuters

Ouvir notícia

Vinte e seis países competem na final do concurso de música Eurovision na Holanda neste sábado (22), disputando votos no evento de música ao vivo mais popular do mundo, que retorna depois de ser cancelado no ano passado devido à pandemia.

Um público limitado de 3.500 pessoas será admitido em uma sala de concertos na cidade de Rotterdam para assistir às apresentações, após passar por testes rigorosos para o Covid-19. Apesar dos cuidados, várias infecções foram relatadas durante os ensaios e nas semifinais.

A Islândia favorita não poderá se apresentar ao vivo durante as finais, depois que um membro da banda testou positivo para Covid-19. Em vez disso, a organização transmitirá seu desempenho de backup, que cada país pode usar em uma emergência.

Entre outros países apontados pelas casas de apostas para levar o grande prêmio está Malta, com uma faixa animada de pista de dança “Je me casse”, França com a clássica chanson “Voila” da cantora Barbara Pravi, a banda italiana de glam rock Maneskin, que apresentará “Zitti E Buoni “e The Roop da Lituânia com a canção retro-pop” Discoteque “.

Devido a restrições de viagem, a maioria dos fãs do Eurovision fora da Holanda terá que assistir de casa. Muitos estão entrando em contato com amigos e comunidades online para comemorar o evento, conhecido por suas canções pop kitsch e fantasias extravagantes.

“Sentimos muita falta desde Tel Aviv, então todos estão duplamente empolgados este ano com a possibilidade de a competição ser realizada de qualquer forma”, disse o torcedor sueco Peter Baston, que assistiu às semifinais online, à Reuters.

A Holanda está hospedando a 65ª edição do evento, que atrai uma audiência de televisão de cerca de 200 milhões, depois que o cantor e compositor holandês Duncan Laurence venceu o concurso de 2019 em Tel Aviv com a música “Arcade”. O evento foi cancelado em 2020 devido à pandemia.

O desempenho de Laurence este ano foi cancelado depois que ele testou positivo para o vírus.

A organização Eurovision lançou seu próprio aplicativo onde os fãs podem votar, julgar atos e aplaudir em casa por seus favoritos, o que determinará em parte o nível de som dos aplausos durante o show ao vivo.

Tópicos

Mais Recentes da CNN