Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Irmãs Khloé e Kim rebatem teoria viral da “Maldição das Kardashians”: “É sexista”

    Suposta maldição sugere que todos os homens envolvidos com uma delas sofrerá uma queda, enfrentando escândalos e turbulências pessoais

    Entenda o que há por trás da "Maldição das Kardashians"
    Entenda o que há por trás da "Maldição das Kardashians" Reprodução/Kim Kardashian/Instagram

    Caroline Ferreiracolaboração para a CNN

    São Paulo

    No episódio desta quinta-feira (13) de “The Kardashians”, as irmãs Kim e Khloé Kardashian se manifestaram sobre a “Maldição das Kardashians”, uma teoria viral das redes sociais a respeito dos relacionamentos das integrantes do clã.

    A suposta maldição, já explicada anteriormente por Kylie Jenner, sugere que todos os homens envolvidos com uma das irmãs Kardashian-Jenner sofrerá uma queda, enfrentando escândalos e turbulências pessoais, conforme publicação da revista “OK! Magazine”.

    Durante um jantar, Scott Disick, ex de Kourtney Kardashian –que é irmã das duas–, compartilhou com Kim e Khloé um vídeo do TikTok sobre uma das Kardashian ter “sacrificado” a alma a quatro bruxas na Armênia para que todas as mulheres de sua linhagem tivessem beleza e fama eterna.

    Na sequência, Khloé fez questão de rebater ao comentário. “Deixe-me me dizer uma coisa, e é aqui que está tudo errado”, começou a socialite.

    “É super sexista. Por que a sociedade pode culpar a gente, mulheres, mas nunca culpariam os homens? Então você está me dizendo que tornei alguém em um dependente de drogas? Fiz alguém trair?”, continuou ela.

    Kim, então, entrou na conversa. “Eu só queria que alguns dos nossos ex-parceiros saíssem em nossa defesa”, lamentou.

    Scott, pai dos três filhos de Kourtney, se prontificou imediatamente. “Eu fui a pessoa que cometeu erros”.

    Khloé também relembrou que o jogador de basquete Lamar Odom, com quem ela se casou em 2009 e se separou quatro anos mais tarde, em 2013, também sempre defendeu a família.

    Kim concordou e o agradeceu por “sempre vir em nossa defesa e manter a realidade”.

    Maldição ou falta de maturidade?

    Vale dizer que essa não é a primeira vez que as integrantes do clã Kardashian-Jenner comentam a maldição. Em 2018, Kylie Jenner e o rapper Travis Scott concederam uma entrevista à “GQ” e falaram sobre a história.

    “Não ligo para isso. Estou na minha própria ilha. Kylie gosta de verdade de mim. Ela é uma mulher diferente”, minimizou o cantor na época.

    Por sua vez, Kylie explicou que muitos dos homens que entraram para a família e depois enfrentaram dramas pessoais, não souberam lidar com o excesso midiático.

    “Eles chegam e não conseguem lidar com isso. Trav, por exemplo, falava tipo: ‘Espere… mas como você supera isso?’ Ele fica mais irritado com as coisas, com as notícias e comentários. Não é só ele […] É todo mundo ao nosso redor que não está acostumado com isso. E nós ficamos tipo: ‘Isso vai embora em um dia'”, compartilhou ela.

    “Eu sei que essas histórias não vão importar, então nem deixem que elas te afetem, sabe? […] Há um grande número de pessoas que nos amam, mas também um grande número de pessoas que não gosta de nós”, reconheceu.

    A teoria no TikTok

    Entre as mais diversas teorias conspiratórias na cultura pop, está a “Maldição das Kardashians”. No TikTok, são milhares de vídeos com teor “investigativo” de fãs e internautas.

    Só para se ter ideia, na hashtag “kardashiacurse” ou “maldição kardashiana”, em português, são mais de 28 milhões de visualizações.

    A teoria, que é antiga, e foi especulada pela mídia durante anos, também usa como base o caso dos jogadores da NBA, uma vez que as irmãs já se relacionaram com muitas atletas que, após os términos, passaram por períodos complicados na carreira.

    @youwontbelievemeofficial

    #kardashian #conspiracy

    ♬ Suspense, horror, piano and music box – takaya