Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Jennifer Aniston sobre críticas a Friends: “Não existia uma sensibilidade como a de agora”

    A intérprete de Rachel defendeu que fazer comédia hoje em dia é muito mais difícil

    Reprodução / Getty Images

    Sofia Sampaio

    Jennifer Aniston, uma das maiores estrelas de Hollywood, ainda é lembrada principalmente por seu papel como Rachel, da série “Friends“, uma das maiores sensações da televisão norte-americana de todos os tempos. Mas parece que as novas gerações não entendem muito bem a razão de tanto sucesso.

    Promovendo o filme “Mistério em Paris”, com Adam Sandler, a atriz falou sobre os desafios de fazer comédia atualmente e exemplificou sua opinião com o fato da Geração Z (nascida entre 1995 e 2010) considerar “Friends” problemática – especialmente pela falta de diversidade no elenco.

    “Existe toda uma geração de pessoas, de crianças, que assiste aos episódios e considera ofensivo”, disse. “Há coisas que não eram nada intencionais e outras que, bem, deveríamos ter avaliado melhor. Mas acredito que não existia uma sensibilidade como a de agora”.

    Aniston defendeu que a comédia e os filmes do gênero evoluíram, mas “agora é um pouco complicado porque precisamos ter muito cuidado, o que torna isso muito difícil para os comediantes, já que a beleza da comédia é fazer graça de nós mesmos, da vida”.

    “Você podia fazer uma piada sobre algo extremista e gargalhar, era algo histérico – e para educar pessoas sobre como elas podem ser sem noção! Hoje, não podemos fazer isso”, concluiu.

    Jennifer Aniston não é o primeiro nome de Hollywood a opinar sobre os “desafios da comédia atualmente”. O ator Rowan Atkinson, o Mr. Bean, foi criticado ao comparar a cultura do cancelamento com “uma máfia medieval procurando alguém para queimar”.

    Na época, o também humorista Seth Rogen disse que se “você é um comediante com material que envelheceu mal, apenas aceite”.

    Mistério em Paris

    O filme estrelado por Jennifer Aniston e Adam Sandler é uma sequência do longa “Mistério no Mediterrâneo”, de 2019, que se tornou a maior estreia de um filme original da Netflix na época – 30 milhões de contas assistiram o filme nos primeiro três dias.

    Agora, “Mistério em Paris” mostra a dupla trabalhando como detetives, com a própria agência, e se envolvendo em mais um mistério após um amigo ser raptado. A estreia mundial acontece nesta sexta-feira (31).