“Ninguém quer levantar da cadeira do privilégio”, diz Nina Silva

Fundadora do movimento Black Money falou sobre como o racismo também influencia no empreendedorismo no Brasil

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O CNN Nosso Mundo desta sexta-feira (22) entrevistou Nina Silva, CEO e uma das fundadoras do movimento Black Money, que falou sobre o racismo financeiro.

Nina falou sobre o preconceito racial no mercado. Mesmo com o público negro sendo responsável por movimentar cerca de R$ 2 trilhões por ano no Brasil, além de representar 53% dos micro e pequenos empreendedores, os negros têm três vezes mais pedidos de crédito negados em bancos na comparação com brancos, segundo dados da agência norte-americana Small Business Admnistration.

Silva é uma das fundadoras do movimento Black Money, criado para dar visibilidade e possibilitar o afroempreendedorismo. Em 2018, foi criada a Black Bank – uma fintech para levar serviços financeiros aos negócios e consumidores negros.

Para Nina, é necessário conscientização e ação para que haja inclusão. “O lugar de fala da conscientização é também dos brancos.”

Todo mundo quer falar de inclusão, mas ninguém quer levantar da cadeira do privilégio

Nina Silva, CEO e uma das fundadoras do movimento Black Money

Nina é considerada pela ONU uma das 100 afrodescendentes mais influentes do mundo.Em 2019, Nina foi considerada pela revista Forbes uma das 20 Mulheres Mais Poderosas do Brasil.

Ela foi entrevistada por Lia Bock, Thaís Herédia e Rita Wu, e quem comandou a atração foi Luciana Barreto. O CNN Nosso Mundo é exibido às sextas-feiras, a partir das 22h30.

A CNN está no canal 577 nas operadoras Claro/Net, Sky e Vivo. Para outras operadoras, veja aqui como assistir à CNN. O programa também pode ser assistido ao vivo no site da CNN Brasil.

(Publicado por Daniel Fernandes)

Mais Recentes da CNN