Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Veja as escolas de samba que Anitta já homenageou com seus looks

    Para a temporada 2024 dos "Ensaios da Anitta", a cantora decidiu exaltar as agremiações do país

    Caroline Ferreirada CNN

    São Paulo

    Neste ano, durante a temporada dos tradicionais “Ensaios da Anitta”, que teve início no começo do mês, a cantora decidiu exaltar as escolas de samba por meio de figurinos e do conceito das apresentações que antecedem o Carnaval 2024.

    Os looks, idealizados pelo stylist Daniel Ueda e criados por Michelly X, vem ganhando destaque nas redes sociais, conquistando internautas, fãs e, claro, as agremiações escolhidas pela artista.

    Pensando nisso, a CNN reuniu abaixo as escolas que já foram lembradas pela cantora até agora. Confira:

    Porto da Pedra – 2023

    A primeira agremiação homenageada foi a Unidos do Porto da Pedra, de São Gonçalo, no dia 6 de janeiro, para apresentação na Bahia.

    No último ano, a escola fluminense – que subiu da Série Ouro, ou seja, Grupo de Acesso, para o Grupo Especial – levou para a avenida a diversidade da Amazônia, com enredo inspirado no livro “A Jangada: 800 léguas pelo Amazonas”, do escritor Júlio Verne.

    “Um tema que, além de mostrar a diversidade, beleza e grandiosidade da nossa floresta, sinalizou a importância urgente de preservação e recuperação, além da proteção dos territórios e direitos indígenas”, explicou a artista.

    Acadêmicos do Grande Rio – 2022

    Já no dia 7, em Florianópolis, foi a vez da Acadêmicos do Grande Rio ser exaltada com uma referência ao seu primeiro título, no Carnaval 2022, quando levou o enredo “Fala Majeté! Sete Chaves de Exu”, para a passarela do samba.

    “Era uma avalanche vermelha que simbolizava a vitalidade e o perfil guardião do orixá, abordando o combate ao racismo religioso visando suas raízes africanas. Exu encarna a mistura do bem e do mal, do pecado e da santidade, da alegria e da tristeza, do remédio e do veneno”, ressaltou Anitta sobre a fantasia.

    Mocidade Independente de Padre Miguel – 2020

    Em seu tributo à Mocidade Independente de Padre Miguel, no dia 13, Anitta se inspirou na estrela de cinco pontas – símbolo da agremiação da zona oeste do Rio.

    Aproveitando o momento, a artista fez questão de homenagear Elza Sores (1930-2022), uma das maiores torcedoras da escola, homenageada em 202 com o enredo “Elza Deusa Soares”.

    “Trago essa homenagem para reforçar a luz dessa Escola, que ficou conhecida por iluminar o carnaval com seus desfiles vanguardistas e por ter em sua história uma das maiores Estrelas do nosso país: Elza Soares”, escreveu a cantora nas redes sociais.

    Acadêmicos do Salgueiro – 2020

    Em referência ao Acadêmicos do Salgueiro, em 15 de janeiro, direto de Fortaleza, Anitta lembrou da arte de Benjamin de Oliveira, primeiro palhaço negro do país, homenageado pela escola em 2020 no enredo “O Rei Negro do Picadeiro”.

    Nas redes sociais, a cantora também lembrou do “saudoso Quinho”, icônico intérprete da escola que faleceu no início do mês.

    “A fantasia de soldadinho de chumbo representa o exercito aliado aos Benjamins que resistem no Brasil! Como cantou o saudoso Quinho neste ato: “Sorrir é Resistir'”, disse Anitta.

    Mocidade Alegre – 2023

    E não pense que o Carnaval de São Paulo foi esquecido pela Poderosa. Para celebrar a Mocidade Alegre, Anitta revisitou o desfile de 2023, que levou para o Anhembi o enredo “Yasuke”.

    “Imigrante negro que se tornou um respeitado samurai no Japão. A agremiação transmitiu a força de um jovem negro que alcançou seus objetivos vivendo em uma sociedade opressora e preconceituosa”, reforçou.

    Imperatriz Leopoldinense – 2023

    Homenageando a atual campeã do Carnaval carioca, Anitta se inspirou no desfile de 2023, com o enredo “O aperreio do cabra que o Excomungado tratou com má-querença e o Santíssimo não deu guarida”, que imaginava um destino após a morte de Lampião.

    Com referências da obra “A chegada de Lampião ao céu”, do cordelista Guaiapuan Vieira, minha fantasia traz o “voar à luz” do cangaceiro, visto por muitos como um herói, já que combatia a miséria de seu povo e a opressão praticada pelos coronéis”, explicou.

    Gaviões da Fiel – 2013

    Na ponte aérea até a capital paulista, a Gaviões da Fiel foi lembrada a partir de seu enredo de 2013 “Ser fiel é a alma do negócio”, que ressaltava a importância da propaganda desde o Brasil colônia até os tempos atuais.

    A assinatura do desfile foi do saudoso Max Lopes, artista multipremiado do Carnaval. Um dos grandes destaques do desfile naquele ano foi a madrinha de bateria, Sabrina Sato, que se apresentou representando as baronesas do café. Essa é a inspiração da minha fantasia de hoje”, escreveu.

    Beija-Flor de Nilópolis – 2016

    Neste sábado (27), a homenagem foi para a Beija-Flor de Nilópolis, com foco no desfile de 2016, quando a agremiação enalteceu a cultura de Minas Gerais com o enredo “Mineirinho genial! Nova Lima – cidade natal. Marquês de Sapucaí – o poeta imortal”.

    “O meu look de hoje se inspira em toda essa riqueza dos nobres da época e a magnífica arte barroca, celebrando também a cultura e a história do estado de Minas Gerais”, relevou.

    Unidos do Viradouro – 2022

    Neste domingo (28), foi a vez da Viradouro ganhar destaque com o enredo “Não Há Tristeza Que Possa Suportar Tanta Alegria”, de 2022.

    Naquele ano, a escola buscou florescer o sentimento dos cariocas na folia de 1919 – que marcava o fim da pandemia da gripe espanhola, em paralelo com a Covid-19.

    “Minha fantasia é inspirada na alma desse personagem, tradicionalmente triste, que encontra sua alegria ao declarar o seu amor, o próprio carnaval”, contou.