Lia Bock: O racismo no esporte não passa mais despercebido

No programa de hoje, ela falou sobre o caso de preconceito racial no jogo entre PSG e Istanbul Basaksehir pela Liga dos Campeões

Da CNN
10 de dezembro de 2020 às 12:11

No Manual do Mundo Moderno desta quinta-feira (10), na CNN Rádio, Lia Bock falou sobre os casos de racismo no esporte. Ela mencionou o jogo entre Paris Saint-Germain (PSG) e Istanbul Basaksehir pela Liga dos Campeões, partida que havia sido suspensa em razão de um alegado caso de preconceito racial por parte de um dos árbitros.

Na segunda partida, os jogadores ergueram os punhos no ar enquanto se reuniam em torno do centro do campo com camisetas escrito "Não ao racismo" durante o aquecimento. "É uma atitude bem simbólica para um esporte que já se calou muito sobre esse assunto."

Assista e leia também:
Lia Bock: A retrospectiva do Google e os termos mais buscados no ano
Lia Bock: As festas, shows e aglomerações pelo país em meio à pandemia
Lia Bock: As empresas precisam rever a forma como lidam com casos de assédio

Lia Bock comanda o Manual do Mundo Moderno na Rádio CNN
Foto: CNN Brasil

Lia disse que, hoje em dia, casos de racismo como o ocorrido no primeiro jogo entre esses dois times não estão mais passando despercebidos. "Esse foi um ano em que a luta contra o racismo no esporte se amplificou de uma forma muito simbólica", afirmou.

Ela também ressaltou a importância de ser antirracista. "Hoje o discurso é esse: ser isento no racismo é apoiar o racismo", disse.

Lia destacou principalmente a postura do piloto Lewis Hamilton diante de diversos casos de racismo em categorias esportivas.