Lewis Hamilton diz que ainda sente os efeitos da Covid-19

O piloto britânico não deu detalhes médicos sobre sua saúde, mas disse que o vírus precisa ser levado a sério

Reuters
13 de dezembro de 2020 às 00:04
O piloto Lewis Hamilton
Foto: Tolga Bozoglu / Reuters

O heptacampeão mundial Lewis Hamilton disse que ainda sente os efeitos colaterais da Covid-19, depois de se classificar em terceiro lugar para o final de temporada da Fórmula 1 em Abu Dhabi, mas prometeu dar tudo de si na corrida deste domingo (13).

Assista e leia também:
Veja quais são as fases de distribuição da vacina de acordo com plano do governo
Aéreas com as melhores primeira classe têm chuveiro, caviar e até suíte a bordo
Fim do mistério: nos 40 anos do Chester, empresa divulga fotos do animal vivo

O piloto da Mercedes de 35 anos voltou após perder o Grande Prêmio Sakhir em Bahrein no fim de semana, em razão da infecção pelo novo coronavírus. Ele testou negativo nesta semana.

O britânico não quis entrar em detalhes médicos, mas disse que o vírus precisa ser levado a sério e que lamenta por todos aqueles que sofreram com a doença ou que perderam parentes.

"Não estou 100%, ainda tenho alguma sensação nos pulmões", afirmou ele. "Normalmente eu dirigia mesmo se um dos meus braços estivesse pendurado. Isso é o que fazemos como pilotos de corrida e felizmente não é o caso", acrescentou.

"Definitivamente, não será a mais fácil das corridas fisicamente, mas vou conseguir dar tudo o que tenho."

Hamilton conquistou o sétimo campeonato em novembro e é o piloto de F1 de maior sucesso de todos os tempos.