Hoje o futebol é uma atividade segura, diz secretário-geral da CBF

Em entrevista à CNN, o secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol, Walter Feldman, afirmou que o esporte ajudou no combate à pandemia de Covid-19

Produzido por Layane Serrano, da CNN São Paulo
14 de março de 2021 às 20:33 | Atualizado 14 de março de 2021 às 21:40

 

Apesar de alguns estados terem suspendido ou adiado jogos de futebol -- como Acre, Paraná, Santa Catarina e São Paulo --, o secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, diz que o esporte não contribui para o aumento de casos de Covid-19 no país.

"Em 2020, a CBF determinou que os campeonatos voltassem baseados no protocolo de saúde, totalmente centrados na proteção e na segurança dos profissionais. Diagnosticamos precocemente aqueles que estavam infectados, os separamos do convívio da comunidade e orientamos as suas famílias", disse Feldman em entrevista à CNN.

"Se nós pudemos fazer isso no começo da aplicação dos protocólos, imagina agora com os resultados que nós obtivemos? O futebol hoje é uma atividade segura controlada e absolutamente responsável do ponto de vista da saúde pública", diz.

Segundo ele, o futebol contribuiu para manter as pessoas em casa e dar a elas esperança num período difícil. "De certa forma contribuimos muito no combate à pandemia."

Internacional e São Paulo se enfrentam em jogo no Morumbi
Foto: Twitter SC Internacional