Com aumento de casos, Aberto da Austrália anuncia limite de público de 50%

Torneio definiiu as partidas da primeira fase em sorteio realizado nesta quinta-feira (13) e incluiu Novak Djokovic

Vista aérea da quadra durante final de simples masculina do Aberto da Austrália de 2021
Vista aérea da quadra durante final de simples masculina do Aberto da Austrália de 2021 21/02/2021 REUTERS/Kelly Defina

Ian Ransomda Reuters

Ouvir notícia

A capacidade de público no Aberto da Austrália de tênis será limitadas a 50% sob as restrições atualizadas contra a Covid-19, informou o governo do estado de Victoria nesta quinta-feira (12), enquanto as autoridades lutam contra um aumento de casos em Melbourne.

As máscaras faciais também serão obrigatórias para todos os presentes, exceto quando comerem ou beberem, e haverá limites de densidade de uma pessoa a cada dois metros quadrados em locais fechados, disse o governo em comunicado.

“Essas atualizações nos arranjos para o Aberto da Austrália significarão que fãs, jogadores e a força de trabalho podem assistir a um evento fantástico à prova de Covid”, disse o ministro interino do esporte de Victoria, Jaala Pulford.

Victoria, que sedia o Grand Slam na capital do estado, Melbourne, registrou 37.169 novos casos de Covid-19 na quinta e 25 mortes, número ligeiramente abaixo dos 40 mil relatados no dia anterior.

A preparação para o Aberto da Austrália, que começa na próxima segunda-feira (17), foi ofuscada pela confusão envolvendo a participação do campeão masculino Novak Djokovic.

Após adiar o sorteio devido à incerta participação do sérvio, a organizaçaõ do torneio decidiu incluir o tenista e definiu os confrontos da primeira fase.

Djokovic foi detido pelas autoridades de fronteira australianas por vários dias antes de ser libertado na segunda-feira depois de vencer um processo judicial.

O governo de Victoria disse que todos os ingressos comprados para o Grand Slam até o momento permanecem válidos, o que implica que as vendas no evento normalmente lotado não atingiram 50% da capacidade para nenhuma sessão.

Mais Recentes da CNN