Tenista tcheca deixa detenção na Austrália depois de tentar isenção de vacina

Renata Voracova foi detida um dia depois de Novak Djokovic, que também tentou entrar no país usando a isenção

Tenista Renata Voracova foi detida por tentar entrar na Austrália com isenção de vacina
Tenista Renata Voracova foi detida por tentar entrar na Austrália com isenção de vacina Reuters/reprodução

Da Reuters

Ouvir notícia

A tenista tcheca Renata Voracova deixou o hotel de detenção de imigrantes em Melbourne neste sábado (8 de janeiro) depois que seu visto foi cancelado antes do Aberto da Austrália.

Ela se tornou a segunda pessoa inscrita no Aberto da Austrália a ser detida, depois do número um do mundo do tênis masculino, Novak Djokovic, que foi detido no aeroporto de Melbourne na quarta-feira (5).

Voracova entrou na Austrália por Melbourne antes de ser detida na quinta-feira (6). Ela tentou entrar no país dizendo que obteve a isenção de vacinação porque pegou a Covid-19 e se recuperou antes do Natal de 2021.

O governo da Austrália divulgou uma carta que escreveu à Tennis Australia, associação organizadora do torneio. O texto foi escrito em novembro e dizia que a infecção anterior com Covid-19 não era necessariamente motivo para isenção na Austrália, como foi em outros lugares.

A tenista tcheca disse que não se opõe à vacinação, mas não teve tempo de tomar a vacina depois da última temporada, como havia planejado.

A especialista em duplas disse que ainda espera para deixar o país depois de decidir não apelar da decisão.

Produção de James Redmayne, da Reuters

Mais Recentes da CNN