Djokovic é levado para hotel de detenção na Austrália enquanto aguarda deportação

Tenista número um do mundo não apresentou certificado de vacinação ao entrar no país e terá futuro decidido na próxima segunda-feira (10)

Novak Djokovic planeja entrar com um pedido de liminar contra a sua saída da Austrália
Novak Djokovic planeja entrar com um pedido de liminar contra a sua saída da Austrália Susana Vera/Reuters (03.dez.2021)

Da Reuters

Ouvir notícia

O tenista Novak Djokovic foi levado do aeroporto Tullamarine, de Melbourne, para um hotel de detenção do governo no subúrbio de Carlton, nesta quinta-feira (5), enquanto aguarda sua deportação da Austrália por causa de um problema de visto.

Djokovic poderá ficar na Austrália pelo menos até a próxima segunda-feira (10), quando a Justiça jugará o recurso apresentado pelos seus advogados.

Imagens de TV mostraram o sérvio chegando ao Park Hotel depois que seu visto foi cancelado pela Força de Fronteira Australiana. Fontes próximas ao Aberto da Austrália disseram à Reuters que Djokovic planeja entrar com um pedido de liminar contra a decisão.

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, disse nesta quinta-feira (6) (no horário local) que “ninguém está acima das regras” depois que a força fronteiriça cancelou o visto de Djokovic.

“O visto de Djokovic foi cancelado. Regras são regras, especialmente quando se trata de nossas fronteiras. Ninguém está acima dessas regras”, disse Morrison em um tweet.

O jogador de tênis número um do mundo, foi inicialmente concedido uma isenção médica dos requisitos de vacinação Covid-19 do país para jogar no Aberto da Austrália.

Mais Recentes da CNN