Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Cuca deixa o Corinthians após classificação na Copa do Brasil; veja o anúncio

    Técnico foi condenado por abuso sexual de uma adolescente em 1987; versão dele foi confrontada pelo advogado da vítima

    Rafael SerraLuccas Oliveirada CNNLuis Fabianida Itatiaia

    Cuca não é mais o técnico do Corinthians. Anunciado pelo Alvinegro há apenas seis dias, o treinador chegou a um acordo amigável com o clube pelo fim do contrato que seria válido até o fim do ano.

    Ele confirmou a saída em breve coletiva após a classificação do Corinthians na Copa do Brasil. E disse que pesou o pedido da família, que vinha sofrendo, segundo o treinador, ameaças nas redes sociais.

    Chega um momento que você pesa o que vale e o que não vale. Nesse momento, quero fazer valer minha família, Não esperava essa avalanche, são coisas que aconteceram há muito tempo. Fui julgado e punido pela internet

    Cuca, ex-técnico do Corinthians

    Desde o anúncio da contratação, Cuca sofreu pressão de torcedores, especialmente torcedoras, e encarou a repercussão negativa de novas informações envolvendo a condenação dele por envolvimento no abuso sexual de uma adolescente de 13 anos, em 1987.

    O advogado da vítima chegou a desmentir a declaração de Cuca de que jamais teria sido reconhecido como agressor. A afirmação foi feita pelo treinador na apresentação dele no Corinthians.

    Pelo Corinthians, Cuca comandou dois jogos: a derrota para o Goiás, pelo Brasileirão, no último domingo, e a vitória desta quarta-feira sobre o Remo.

    Decisão tomada na véspera

    Na coletiva, Cuca disse que já tinha tomado a decisão de sair na véspera da partida contra o Remo. Ele foi incentivado a deixar o cargo pela família, que também tem sofrido pressões.

    “Eu saio neste momento, não é pelo o que eu queria. Se espera uma vida inteira para estar aqui. É um pedido da minha família. ‘Pai, vem, estamos precisando’. Amanhã estou em casa, vou cuidar de vocês”, disse Cuca em pronunciamento.

    O técnico ainda falou sobre a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, que teria sido um alívio em meio a dias muito turbulentos.

    “E antes desse sonho se realizar, tiveram três, quatro dias muito pesados para mim. De pesadelo. Foi quase um massacre o que acabou acontecendo. Eu estava muito concentrado nessa decisão, não queria tirar o foco. E isso acaba levando para os jogadores. Hoje me emocionaram. Estou aqui há cinco dias, mas todos ofertaram para mim. Eu não pedi nada, mas eles sentiram, como ex-atleta que sou, o que estou passando. O que estou passando, e quero ser bem breve, porque não quero ser vítima de nada, é a pior coisa que um homem pode passar. Quando está em xeque a dignidade dele. Quando invade as redes sociais das filhas e mulher com ameaças e ofensas descabidas”.

    Sem técnico, Corinthians se pronuncia

    O Corinthians só se pronunciou depois da demissão de Cuca. “O Sport Club Corinthians Paulista confirma que o técnico Cuca deixou o comando da equipe depois de um pedido da família para resolver assuntos particulares. Desejamos a Cuca e sua comissão técnica sucesso na sequência da carreira”.

    Agora, o clube volta ao mercado para definir o sucessor do comando técnico. Ainda há expectativa pela definição do comandante interino, que assume a equipe ao menos na partida contra o Palmeiras, neste sábado, pelo Brasileirão. Fernando Lázaro é uma alternativa, mas não há confirmações.

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original