Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Ex-presidente de clube turco é banido do futebol

    Ankaragücü terá que jogar cinco partidas em casa sem a presença de torcedores e pagar multa

    Árbitro foi agredido na Turquia
    Árbitro foi agredido na Turquia Emin Sansar/Anadolu via Getty Images

    Matias Grezda CNN

    Faruk Koca, ex-presidente do Ankaragücü, foi banido do futebol após atacar um árbitro. A decisão foi anunciada nessa quinta-feira (14) pela Federação Turca de Futebol (TFF).

    O Conselho Disciplinar do Futebol Profissional Turco também ordenou que o Ankaragücü jogue cinco jogos em casa sem a presença de torcedores e aplicou uma multa de 2.000.000 de liras turcas – aproximadamente US$ 69.000, quase R$ 340 mil.

    Após o empate em 1 a 1 entre Ankaragücü e Rizespor na noite de segunda-feira (11), Koca correu para o campo e deu um soco no rosto do árbitro Halil Umut Meler.

    Além disso, Meler afirmou que o dirigente ameaçou matá-lo.

    O árbitro foi encaminhado ao hospital após o ataque e recebeu alta na quarta-feira (13). Por conta do ataque, Koca foi suspenso por cinco anos, mas como a pena ultrapassa três anos, servirá como suspensão vitalícia. Ele renunciou ao cargo de presidente do Ankaragücü na terça-feira (12).

    O ministro da Justiça turco, Yılmaz Tunç, disse nas redes sociais que os três indivíduos que atacaram o árbitro foram “presos pelo crime de ‘ferir, em um campo esportivo de uma forma que resultou em uma fratura, [de] um funcionário público que estava cumprindo seu dever público.’”

    Koca está entre as três pessoas presas, segundo Tunç. Koca, no entanto, refutou as alegações, dizendo que apenas “deu um tapa” na cara de Meler.

    O dirigente da FIFA e árbitro da final da Copa do Mundo de 2002, Pierluigi Collina, reiterou que o abuso físico e verbal contra árbitros é um “câncer que pode custar a vida ao futebol” após o incidente.

    O futebol na Turquia deve ser retomado na terça-feira (19), anunciou Mehmet Büyükekşi, presidente da Federação Turca de Futebol, em entrevista coletiva na quarta-feira (13).

    A Federação Turca de Futebol tinha adiado os jogos de todas as ligas do país após o ataque ao árbitro Halil Umut Meler.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original