Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    À CNN, Lewandowski aponta chances da Polônia na Euro e exalta “união” com Ucrânia

    Seleção do atacante está em um dos grupos mais difíceis do torneio

    Capitão da Polônia, Robert Lewandowski recebe faixa do ídolo ucraniano Andriy Shevchenko antes da Copa do Mundo do Catar, em 2022
    Capitão da Polônia, Robert Lewandowski recebe faixa do ídolo ucraniano Andriy Shevchenko antes da Copa do Mundo do Catar, em 2022 Joosep Martinson/Getty Images for Laureus

    Aleks Klosok, Amanda Davies e Martin Bourkeda CNN

    Uruguai na Copa do Mundo de 1950, Camarões na Copa do Mundo de 1990, Grécia na Euro 2004. Apenas alguns exemplos de times que chocaram o mundo, levaram nomes desconhecidos ao folclore do futebol e geraram histórias contadas até hoje.

    Poderá a Polônia produzir uma surpresa igualmente sísmica na Eurocopa de 2024?

    Até o mais otimista torcedor polonês pensaria que isso é um sonho que vai além da imaginação mais selvagem. O capitão da Polônia, Robert Lewandowski, porém, pensa o contrário.

    “No futebol, você nunca sabe. Você tem que acreditar e nós temos a esperança”, afirmou o histórico atacante à CNN durante a recente edição inaugural europeia do Globe Soccer Awards na Sardenha, Itália.

    Se nós jogarmos como um time… realmente, nós podemos conseguir algo. Não sei o que isso significa no final, mas no futebol tudo é possível

    Robert Lewandowski, atacante do Barcelona e capitão da Polônia

    A entrevista, vale lembrar, foi feita antes da confirmação da lesão muscular de Lewandowski, que perderá ao menos a estreia da Polônia contra a Holanda, no próximo domingo (16), em jogo válido pelo grupo D.

    Robert Lewandowski está fora da estreia da Euro
    Robert Lewandowski está fora da estreia da Euro / Foto: SportsMax

    Aproveitando o momento

    Para a Polônia, apenas estar na Eurocopa pode, de alguma forma, ser classificado como uma vitória. O time de Lewandowski teve uma das piores campanhas de eliminatórias dos últimos tempos.

    Dispensou o técnico português Fernando Santos e trazendo Michał Probierz — o quinto treinador da seleção em três anos — no meio do caminho, após derrotas humilhantes para Moldávia e Albânia, venceu apenas três dos oito jogos da fase de grupos e terminou em terceiro.

    Por fim, a Polônia foi o último time a garantir o ingresso para a Euro, após superar País de Gales nos pênaltis da repescagem. As expectativas para o torneio na Alemanha, logo, são baixas.

    E, no entanto, a mentalidade do azarão pode muito bem ser exatamente o que o país precisa para causar uma surpresa.

    Com o apoio de uma grande e barulhenta massa de torcedores que farão a jornada para além da fronteira, Lewandowski diz que sua equipe deve estar preparada para aproveitar a oportunidade.

    Sempre nos grandes torneios alguns times podem ter problemas e você tem que estar pronto para aproveitar a oportunidade para ganhar o jogo e somar pontos. Jogaremos na Alemanha, o país é muito próximo da Polônia. Então, provavelmente muitos torcedores poloneses vão ao torneio, o que nos deixa muito feliz. Vamos tentar aproveitar cada dia que estivermos lá

    Robert Lewandowski

    Zebra?

    Ainda não se sabe quanto tempo esse otimismo durará. A Polônia caiu num dos grupos mais forte da Euro, ao lado da bicampeão França, da forte Holanda e da Áustria — todas melhor ranqueadas que os poloneses.

    A chance mais realista da Polônia chegar ao mata-mata seria tentando se classificar como uma das melhoras terceiras colocadas.

    A Polônia, liderada pelo eleito melhor jogador do mundo, Robert Lewandowski, se classificou para a Copa do Mundo de 2022 diante de sua torcida, após derrotar a Suécia por 2 a 0 no dia 29 de março / Rafal Oleksiewicz/PressFocus/MB Media/Getty Images

    Mas desafiar as probabilidades é algo que o país tem experiência prévia na Euro, como quando chegou às quartas-de-final em 2016. O sonho acabou apenas nas disputas de pênaltis contra Portugal, que viria a ser o campeão daquela edição.

    Lewandowski, porém, não cria tantas expectativas quanto à tarefa que os aguarda, mas afirma que jogar como azarão e apoiar-se nas experiências pode contribuir muito para determinar o destino da Polônia na competição.

    Apesar de estarmos num grupo muito forte, estamos prontos. Acho que estamos jogando um bom futebol e sabemos que não somos favoritos no grupo. Mas isso é futebol. Às vezes, um dia, um jogo, 90 minutos… Com sorte, você pode ganhar algo. Estou muito positivo neste mês

    Robert Lewandowski

    Território conhecido

    O torneio também terá um significado a mais para o atacante de 35 anos.

    Foi na Alemanha que Lewandowski apareceu para o mundo, jogando por 12 anos em dois dos maiores clubes do país: Borussia Dortmund e, depois, Bayern de Munique.

    No Dortmund, ele conquistou títulos da Bundesliga. No Bayern, foi fundamental para o título da Champions League em 2020 que gerou a histórica tríplice coroa do clube.

    Robert Lewandowski, enquanto jogador do Bayern de Munique, ganhou o The Best pela segunda vez consecutiva / Reprodução/Twitter Bayern de Munique

    Vencedor do prêmio de melhor jogador da temporada da Bundesliga cinco vezes, ele deixou a Alemanha em 2022 como o segundo maior artilheiro da história da liga, atrás apenas de Gerd Müller, que marcou 365 gols.

    Ele vai retornar a Berlim — cenário de diversos títulos alemães — no segundo jogo da Polônia contra a Áustria e depois em Dortmund para a partida final, contra a França de Kylian Mbappé.

    Eu conheço as pessoas, conheço a cultura, conheço quase tudo, então acho que vou me sentir muito, muito bem. E também muito empolhado por jogar de novo nestes grandes estádios, não apenas em Dortmund que atuei por quatro anos, mas também em Berlim. A atmosfera em Berlim posso dizer que é parecido com a final da Champions League, porque o estádio e tudo ao redor é muito bonito

    Robert Lewandowski

    Lewandowski pensa em aposentadoria?

    Poderia a Alemanha também servir como o canto do cisne perfeito para sua carreira internacional?

    Este será o sexto grande torneio pela seleção do maior artilheiro da história da Polônia, mas ele insiste que a aposentadoria não passa pela sua cabeça.

    “(Sobre a aposentadoria) eu não posso dizer sim ou não. Isso depende de muitas coisas diferentes, muitas opções”, explicou.

    Fisicamente, estou me sentindo muito bem. Eu não sinto diferença, especialmente neste ano em relação ao anterior. Se eu sentir algo dentro da minha cabeça, dizendo para mim “tá, talvez seja a hora de dizer adeus”, então eu vou saber se que a hora está chegando. Mas, até agora, eu não sinto isso, então não é o jeito que penso no assunto

    Lewandowski
    Lewandowski comemora gol marcado contra Montenegro, em 2017 / Getty Images

    Orgulho ucraniano

    Embora a Polônia domine a mente de Lewandowski, ele também estará atento ao progresso da Ucrânia no torneio.

    A Polônia tem sido um forte aliado do país sob guerra e recebe refugiados desde que a Rússia lançou sua invasão em larga escala na Ucrânia, em fevereiro de 2022.

    Dias após a invasão, Lewandowski apoiou o adiamento do duelo da Polônia contra a Rússia e, durante a Copa do Mundo do Catar, usou uma faixa de capitão com as cores da Ucrânia, um presente do ídolo ucraniano e ex-técnico Andriy Shevchenko.

    Após ter ficado fora da Copa do Catar, a Ucrânia se garantiu na Euro graças a uma virada dramática contra a Islândia na repescagem, em março.

    A Polônia é, atualmente, a casa de quase um milhão de ucranianos que deixaram seu país desde fevereiro de 2022, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU).

    A Ucrânia começa sua campanha na fase de grupos contra a Romênia, em 17 de junho, antes de enfrentar Eslováquia e Bélgica.

    Lewandowski está confiante de que a participação ucraniana na Alemanha possa dar ao país uma razão para ter otimismo.

    Eles chegaram perto da Copa do Mundo, mas agora conseguiram. Nesta situação difícil, se você tiver algumas coisas positivas como o futebol, sobre a qual o mundo todo está falando e pensando, vendo seu país neste torneio, eles podem estar orgulhosos. Tenho certeza que os ucranianos estão muito ansiosos para a estreia

    Lewandoski

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original